Câmara de Camboriú realiza primeira sessão ordinária de 2015

Em Tribuna Livre oito vereadores ocuparam o espaço; discursos inflamados, privatização da água e previsão de um ano de trabalho marcaram o espaço

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

A Câmara de Vereadores da cidade de Camboriú realizou nesta quinta feira, 19 de fevereiro, às 17h, sua  primeira sessão ordinária do ano de 2015.

Presidida pelo novo presidente do legislativo, eleito para o biênio 2015/2016,  Antônio Paulo da Silva Neto, o Piteco, estava  na pauta, além de várias indicações, um  projeto de lei do executivo e em primeira votação, dispõe sobre a abertura de crédito especial e anulação de dotações do orçamento da Prefeitura Municipal.

O projeto foi aprovado por maioria dos vereadores presentes na sessão. Votos contrários dos vereadores Angelo Gervásio e Má da Madereira ( ausentes na votação vereadores Dado, Jane Stefenn e Xande).

Em Tribuna Livre oito vereadores ocuparam o espaço. Discursos inflamados, privatização da água e previsão de um ano de trabalho marcaram o espaço.

Jane Stefenn iniciou falando do processo de privatização da água no município e disse estar feliz que a justiça suspendeu na tarde desta quinta feira (19), a abertura dos envelopes prevista no edital e assim ter mais tempo de discutir o assunto com a comunidade.

Reclamou da questão precária de distribuição de água potável na cidade e destacou a ingerência da Secretaria Municipal.

Jane ainda reclamou ainda da falta de apoio em questões básicas para a comunidade como saúde, infraestrutura, água e educação.

Ângelo Gervásio também falou da questão da falta de água do município e reclamou da “vergonha” que assolou o município na temporada.

Mais uma vez atacou a prefeita municipal Luzia Coppi Mathias que nunca estar presente na cidade quando passa por algum problema sério.

Falou da privatização da água e da interferência do judiciário na abertura dos envelopes.

Chamou de “raça do diabo” a política, por hoje estar sendo processado na cidade por ataques a administração.

Angelo fez ataques duros ao executivo chamando de governo sem prioridades e pensar somente em eventos sociais como o Baile Municipal e governar somente para pequenos grupos. Ao final, em tom exaltado, chamou a administração de “Aristocratas de merda”

Márcio Kido falou de seu plano de legislador para 2015 dizendo ter muito trabalho e destacou o plano diretor como uma das prioridades.

Sobre a administração falou que o município tem problemas como qualquer outro município, mas que a prefeita busca ações para melhor administrar a cidade buscando o seu melhor.

Disse acreditar do governo, acreditar em muitas obras a serem feitas e irá apoiar na busca de um melhor município aos seus moradores.

Falou de ter orgulho em ser vereador e lutar pela cidade.

Alexsander Alves Ribeiro, O Canídia –iniciou falando de algumas indicações suas pedindo pavimentação de ruas principalmente no Distrito do Monte Alegre.

Demonstrou felicidade nas Emendas que teve responsabilidade de ir buscar em Brasília e que hoje estão sendo revertidas em obras no  município como a revitalização do centro.

Destacou a importância de um requerimento de sua autoria e assinado por vários vereadores,  que pede que  oficie o Sr. Celestino Graza e o Sr Jairo, representantes da Construtora Tradição, responsável pela escavação executada nas áreas dos galpões da Marginal BR 101, no distrito do Monte Alegre, ao lado da nova Rua Monte Cristal, a marcarem uma data para visita dos vereadores, com os seguintes objetivos: verificação de licenças, condições das obras, esforços empenhados para diminuição do impacto ambiental e conhecimento dos projetos sendo realizados.

Falou do Plano Diretor e a importância do documento que entrou na Casa hoje e da responsabilidade dos vereadores na futura votação.

Osvandir Cordeiro, o Wander usou a tribuna para homenagear o esportista, comemorado neste dia 19 de fevereiro, destacando a importância do esporte na formação de um jovem.

Priorizou falar de suas indicações que pede  apoio da Polícia Militar de Santa Catarina para a instalação de um posto policial no bairro São Francisco de Assis, implantação de um campo de futebol com grama sintética também no bairro São Francisco de Assis e  um pedido de estudo do executivo a possibilidade para dar um desconto no IPTU de 2015 aos proprietários de imóveis em Camboriú que sofreram com os estragos ocasionados pela chuva no início deste ano de 2015.

Amilton Bianchet, o Mito iniciou falando do Plano Diretor e sua importância para a cidade exaltando a responsabilidade do vereador na sua análise.

Mito defendeu a privatização da água e disse que a interferência do judiciário no processo de licitação na tarde desta quinta feira, foi mera formalidade e que não está ilícita a documentação.

Zeca Simas rebateu as críticas do vereador Ângelo e disse estar triste em ver tanta raiva e mágoa do “menino bom” vereador Ângelo Gervásio. Demonstrou preocupação num vereador que esta perdendo o equilíbrio em falar palavras ofensivas muitas vezes.

Falou que faz parte de um grupo político que junto com a prefeita vai buscar o melhor pra cidade.

O presidente Antônio Paulo da Silva Neto, o Pitéco,  priorizou a segurança pública e exemplificou o filho do vereador Ângelo ter sido assaltado no centro da cidade precisando de mais segurança em toda a cidade principalmente nos bairros de Camboriú.

Rebateu as criticas do vereador Ângelo dizendo que a cidade não pode viver de passado e sim de planejamento e união para um presente melhor. Disse ter a responsabilidade de ser um vereador e brigar por um município melhor.

Destacou a presença dos moradores do bairro Jardim Aliança que estiveram em seu Gabinete e prometeu assim como eles buscar ajudar cada comunidade que a ele procurar.

Enfatizou seu apoio e que acredita no governo atual.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -