- PUBLICIDADE -

Em Blumenau, vereadores e entidades discutem sobre doação de terreno

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

A primeira reunião entre vereadores e representantes das entidades assistenciais interessadas no terreno que deveria abrigar a nova sede do legislativo ocorreu nesta quinta-feira (10). As entidades receberão uma cópia do projeto da obra e na próxima quinta-feira (17) se encontrarão com os parlamentares novamente.

O diretor da Câmara de Vereadores, Raimundo Mette, ressaltou que além do terreno, também será doado o projeto original do imóvel, que já está pronto. Ele recordou que as entidades precisam buscar as orientações necessárias para não haver impedimentos de ordem legal e obter os recursos para construção do espaço único de atendimento a comunidade.

As instituições fizeram uma breve apresentação. Estavam presentes as seguintes entidades: Associação Blumenauense de Amigos dos Deficientes Auditivos (Abada), ABC Ciclovias, Associação Blumenauense na Luta Contra o Câncer (Ablucan), Associação dos Diabéticos do Vale do Itajaí (Advali), Associação Blumenauense de Amparo aos Portadores de AIDS (Abapa), Sorrir para Down, Casa de Apoio a Crianças com Neoplasia, Hachi ONG de Proteção Animal, Grupo Hércules, Uniblan, Conseg Blumenau.

Vereadores

Jens Juergen Mantau
Para o vereador Jens Juergen Mantau (PSDB), com esta doação o legislativo demonstra que sempre que pode auxilia o executivo. “Queremos oportunizar as entidades um lugar para atuar e atender a comunidade”. Ele lembrou que com o projeto pronto, as facilidades aumentam.

Vanderlei Paulo de Oliveira
O parlamentar Vanderlei Paulo de Oliveira (PT) fez questão de lembrar que a bancada petista, desde o início, foi contrária a sede própria naquele local. Ele citou que não será tranqüila a transição para as entidades e observou que talvez as instituições não queiram utilizar o projeto que já está pronto. “Talvez precisemos ter uma boa conversa e vocês devem se organizar para buscar os recursos necessários para implementação do projeto”, disse. Ele lembrou que se as entidades não quiserem o espaço, a Justiça do Trabalho também está em busca de um local.

Jovino Cardoso Neto
O vereador Jovino Cardoso Neto (DEM) lembrou que quando o legislativo tomou a decisão de doar o terreno e o projeto, no valor de quase R$ 150 mil, da sede própria da Câmara de Vereadores às entidades, foi pensando em beneficiar o município. “O projeto e os andares planejados do prédio podem se adequar facilmente as entidades”, declarou.

Helenice Luchetta
A vereadora Helenice Luchetta (PSDB) apontou que o bloco parlamentar não medirá esforços para atender as entidades e, como o projeto já está pronto, observou ser necessário o bom uso do dinheiro público. “Vamos avançar no diálogo para que as entidades tenham êxito neste pleito”, avaliou.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.