- PUBLICIDADE -

Menor é morto em suposto confronto com a PM no Cidade Nova

Segundo a PM, o adolescente teria apontado uma arma de fogo e apontado na direção dos policiais

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

ITAJAÍ – Na noite da última sexta-feira, 12.fev.2021, um adolescente de 16 anos morreu ao ser alvejado por três disparos realizados por policiais militares Av. Adolfo Konder, próximo à BR-101, no bairro Cidade Nova.

Segundo a versão apresentada à imprensa pela Polícia Militar, uma guarnição estava realizando ronda pela avenida Adolfo Konder, por volta das 21h30min, quando avistou um homem em atitude suspeita pilotando uma motoneta e transitando em baixa velocidade no acesso a uma empresa.

Ainda de acordo com a PM, durante o procedimento para abordagem os policiais foram surpreendidos pelo homem, que sacou uma arma de fogo e apontou na direção dos policiais, desobedecendo as ordens para largá-la, sendo então alvejado para repelir a injusta agressão.

Os policiais militares acionaram socorro para o homem através do Corpo de Bombeiros, que constatou que o alvejado não possuía mais sinais vitais.

Na sequência foram acionados a Polícia Civil e Instituto Geral de Perícias, para colher os elementos que subsidiarão o Inquérito Policial Militar, instaurado em todas as ações em que ocorre confronto.

FAMILIARES CONTESTAM VERSÃO DA PM

A família do menor conta que “Menor Kauan”, como se apresentava nas redes sociais, estava indo pra casa da namorada com sua moto “cinquentinha” quando começou ser perseguido por uma viatura da PM. Testemunhas que presenciaram as cenas, contam que um policial chegou com agressividade, e acabou atirando três vezes contra o adolescente, antes de fazer qualquer abordagem.

Conforme publicado pelo Repórter Paulo Roberto, a Polícia Militar disse que o menor tinha acabado de cometer um assalto a um transexual minutos antes, e disse também que ele estava armado com um revolver cal. 22 e tentou atirar contra a guarnição. Tudo isso a família diz que não é verdade, e a vítima do suposto assalto também se colocou à disposição para ir de testemunha pois segundo o transexual, não houve assalto nenhum.

A assessoria de imprensa do 1º BPM não respondeu ao questionamento da reportagem até o fechamento desta matéria. As câmeras de filmagens acopladas na farda podem indicar se houve indício de crime.

O adolescente tinha uma passagem por furto.


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.