Suspeito de estuprar, matar e ocultar corpo de adolescente em lixão é preso em Camboriú

Investigado estava residindo no Monte Alegre

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

A vítima Keyla Cibele Queiroz Davi.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Camboriú/SC, cumpriu, na tarde desta quinta-feira (2), mandado de prisão temporária, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Iguatu/CE, em desfavor de G.S.D.L., de 41 anos de idade, suspeito de um bárbaro crime que chocou o município localizado na região Centro-sul do Estado do Ceará.

Entenda o caso

No dia 29/04/2013, no lixão da cidade de Iguatu/CE, foi encontrado carbonizado o corpo da adolescente Keyla Cibele Queiroz Davi, de 17 anos de idade, com sinais de violência sexual e esfacelamento de crânio. As investigações preliminares identificaram o ex-companheiro da vítima, Yaslan Moreira da Silva como principal suspeito do crime. Interrogado, após ser preso, Yaslan confessou ter matado Keyla com diversas marteladas na cabeça e, em seguida, desovado o corpo em um lixão.

Submetido ao julgamento pelo tribunal do júri, Yaslan foi condenado a 41 anos e nove meses de reclusão pelos delitos de homicídio qualificado, estupro e ocultação de cadáver. Durante o interrogatório em juízo, o condenado afirmou que G.S.D.L. havia auxiliado a colocar o corpo da adolescente no veículo, sem, contudo, participar da morte da vítima. Todavia, após a realização de exames periciais, concluiu-se que o material genético encontrado no corpo de Keyla pertencia a G.S.D.L. Diante dessas informações, a Polícia Civil do Estado do Ceará representou pela prisão temporária deste último, deferida pelo juízo da 1ª Vara da Comarca de Iguatu/CE.

Assim, na quarta-feira, dia 01/08/2018, o delegado de polícia Raphael Gobbi, que atua naquele Estado, manteve contato com este subscritor e solicitou apoio no cumprimento do aludido mandado, vez que informações davam conta de que o investigado estava residindo no Monte Alegre, em Camboriú/SC.

No dia de ontem, o Setor de Investigação da Comarca de Camboriú apurou que G.S.D.L. residia no Monte Alegre há cerca de quatro anos, entretanto, não foi possível identificar a residência do foragido. Outras diligências foram realizadas no sentido de descobrir o paradeiro do criminoso, que, no final da tarde de ontem, finalmente, foi encontrado e preso numa empresa situada no Bairro dos Estados, em Balneário Camboriú.

G.S.D.L. foi encaminhado ao Presídio da Canhaduba, onde permanecerá até que seja providenciado o traslado para Comarca de origem para que também seja submetido ao julgamento pelo Conselho de Sentença.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -