- PUBLICIDADE -

Operação Mar Aberto: DIC de Itajaí prende três e cumpre sete mandados de busca e apreensão

Prisões foram cumpridas em Itajaí, Navegantes e Joinville

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

OPERAÇÃO MAR ABERTO
Divulgação

Nesta quinta e sexta-feira, 23 de 24, a DIC de Itajaí desencadeou o cumprimento de mandados de prisão visando a conclusão de operação denominada “Mar Aberto”.

Inquérito policial apurou a prática de diversos delitos de falsificação de documentos utilizados para venda de veículos com contratos bancários inadimplentes, para saques de FGTS, procurações para liberação de veículos apreendidos, diplomas, carteiras de habilitação (CNH), registros gerais (RG), contratos de compra e venda de imóveis, além da comercialização ilegal de armas e munições.

Durante a instrução do inquérito foram angariadas provas de que os presos se dedicavam de maneira exclusiva para a prática de crimes. Assim, diante dos elementos amealhados pela Polícia Civil, o Poder Judiciário deferiu a expedição de sete mandados de busca e apreensão e três de prisão preventiva.

Foram presos preventivamente R.T.G., 34 anos, pela prática de delitos de falsificação e venda ilegal de armas, em Navegantes; P.A.R., 37 anos, pela prática de delitos de falsificação, em Joinville; e V.S., 31 anos, pela prática de delitos de venda ilegal de armas e munições, em Itajaí. Este último ainda foi preso em flagrante pela posse ilegal de arma e munições (calibre .22 e 24 munições do mesmo calibre). O primeiro já havia sido preso pela DIC de Itajaí em 02/04/2018 também pela prática de delitos de falsificação e posse de arma de fogo e munições.

Dentre os diversos documentos de origem suspeita apreendidos, destacou-se uma autorização de Arrais amador, documento fornecido pela Marinha, após preenchidos os requisitos técnicos e legais, para a condução de embarcações. O documento estava na posse de terceiro que confirmou a confecção realizada por R.T.G. Em sua residência ainda foi apreendida uma prensa de marca d’água do brasão da República, a mesma utilizada na Arrais.

Os trabalhos prosseguem na apuração dos diversos documentos apreendidos.

A DIC ressalta que todos aqueles que adquiriram documentos falsos serão responsabilizados e terão suas prisões requeridas caso permaneçam com eles. Portanto, a apresentação de documentos e o repasse de informações sobre a prática de crimes pode ser realizado através do e-mail [email protected], telefone 47 33482004 ou ainda na Rua Expedicionário Aleixo Maba, 199, Barra do Rio, Itajaí. O anonimato é garantido.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Galeria M.I.U. inaugura lado B com a exposição engenhariaREVERSA neste sábado, 12

A Galeria M.I.U. e o artista ONESTOdiesel convidam a todos para o pocketshow e uma tarde de texturas, contrastes, cores, vinhos e um bom papo
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.