- PUBLICIDADE -

Guarda Ambiental flagra crime e cumpre mandado de prisão por latrocínio

Vegetação nativa foi cortada em área de preservação permanente no bairro Vila Real

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

guarda ambiental
Divulgação

Nesta terça-feira (13), por volta das 16h, a guarnição da Guarda Municipal Ambiental realizava fiscalização preventiva às margens do rio Camboriú quando verificou no final da rua Dom Sebastião, no bairro Vila Real, uma supressão de vegetação de mangue – que constitui parte de uma Área de Preservação Permanente (APP).

Haviam dois homens no local que admitiram ter cortado a vegetação nativa na última sexta-feira à pedido do proprietário do terreno.

Ao realizar a consulta de identidade no banco de dados nacional, um dos homens, T.P.S., de 54 anos, estava com mandado de prisão em aberto por latrocínio, condenado a 15 anos de prisão.

Em relação ao dano ambiental, segundo os guardas ambientais, possivelmente será instaurado um inquérito policial pelo cometimento de crime ambiental pelos autores de acordo com a Lei 9605/98.

T.P.S. foi encaminhado à Central de Plantão Policial.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.