- PUBLICIDADE -

Supostos cafetões são conduzidos à delegacia após confusão entre travestis em BC

Vítima denunciou que era agredida e mantida em cárcere privado por parte dos supostos cafetões

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

travesti
Travesti ameaçou a se jogar pela janela

A Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência envolvendo travestis na rua 200, por volta das 20h desta sexta-feira (22).

A guarnição foi acionada via 190 por um indivíduo que afirmava ter sido agredido e roubado por outro travesti. No local foi conversado com o solicitante, L.C.S., que informou que um travesti conhecido pelo pseudônimo “Lili” lhe convidou para vir de Mato Grosso morar em Balneário Camboriú para efetuar programas, com a promessa de que ganharia muito dinheiro e teria uma vida muito confortável.

Com a chegada em Balneário Camboriú, L. foi obrigado por Lili e seu parceiro a efetuar programas, sendo obrigado a pagar a quantia de R$ 800 semanais para poder fazer ponto na rua 200. Ele afirmou que quando não conseguia esse valor era agredido e ficava preso no apartamento. Como parte do pagamento L. era obrigado a fazer programas no apartamento e ainda teria que pagar 50% do valor recebido a Lili.

Diante dos fatos relatados, a guarnição foi até o apartamento localizado na esquina da Terceira Avenida com a Rua 3100 e localizou a “Lili”, sendo identificado como E.L., porém, ele resistiu e disse que não falaria com a guarnição, tentando fechar a porta. Segundo informado pela PM, Lili” correu para o interior e pegou uma faca e investiu contra a guarnição, agredindo os policiais para tentar se evadir, mas foi contido com o apoio de outros policiais.

Ainda segundo a PM, em certo momento J.P. de O., parceiro de Lili, e outros travestis que estavam com eles, investiram contra a guarnição, empurrando e falando palavras de baixo calão, sendo todos contidos.

O K9 foi acionado e o cão Yankee encontrou duas porções de cocaína no roupeiro de Lili, além de R$ 300 em espécie, tal quantia referida por L. como sendo seu e que lhe foi subtraído mediante força física pelo par.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão a dupla, por rufianismo, exploração sexual ilegal, lesão corporal contra policial, roubo, posse de drogas, desacato e resistência, sendo conduzidos junto com a vítima para a Delegacia de Polícia Civil para os devidos procedimentos.

Na Delegacia, o delegado de plantão entendeu que não havia nenhum motivo para prisão em flagrante e decidiu por confeccionar um Termo Circunstanciado em desfavor dos envolvidos e liberou todos.

 

Vídeo feito por J.P. de O., parceiro de Lili:


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.