- PUBLICIDADE -

Funcionário de igreja evangélica é preso suspeito de abusar de menino de 9 anos

Polícia Civil de Camboriú prende preventivamente funcionário de igreja evangélica suspeito de praticar abuso sexual

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

PagAuto vende seu veículo em 50 minutos: em BC, Itajaí e Floripa

Na PagAuto seu veículo é vendido com avaliação profissional e pagamento na hora em uma negociação 100% segura

A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, por intermédio do Núcleo de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso da Delegacia de Polícia da Comarca de Camboriú, elucidou caso de crime sexual praticado por funcionário de igreja evangélica contra menino de nove anos, e prendeu preventivamente o suspeito.

Na primeira semana deste mês, a Polícia Civil tomou conhecimento através do Conselho Tutelar de Camboriú, acerca de um possível caso de abuso sexual praticado contra criança no Bairro Monte Alegre, onde, conforme levantado nas investigações, o suspeito S.A.Q.S. (59), encontrava a vítima no caminho da escola, e a levava para sua residência, sobre a sede da Igreja, e no local, praticava o abuso.

A suspeita surgiu na escola, tendo em vista que a vítima não estaria frequentando as aulas há aproximadamente um mês, o que demandou à intervenção do Conselho Tutelar, onde a vítima, quando indagada pela conselheira, relatou os acontecimentos.

Em virtude disso, a Autoridade Policial instaurou Inquérito Policial, e submeteu à vítima a realização de perícia, a qual foi realizada por perito do Instituto Médico Legal (IML) de Balneário Camboriú, que confirmou os abusos através de Laudo Pericial.

Comprovadas autoria e materialidade delitiva, a Autoridade Policial representou pela prisão preventiva do suspeito, a qual foi decretada pela Vara Criminal da Comarca e cumprida na tarde desta quinta-feira (20) pelos agentes do Setor de Investigação e Captura da Delegacia.

O suspeito encontrava-se em sua residência e não resistiu à prisão, e em interrogatório, exerceu seu direito de manifestar-se somente em Juízo. Após procedimentos cartorários, S.A.Q.S. foi encaminhado ao Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário.

A vítima foi encaminhada pelo Conselho Tutelar ao Lar Maternal e Abrigo Bom Pastor, onde receberá cuidados especiais,  inclusive, passará a ser acompanhada por psicólogo policial.

Diligências estão sendo realizadas objetivando apurar a existência de eventuais novas vítima.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -