Camelódromo de Balneário Camboriú é alvo de operação da Polícia Federal

Operação Pit Stop, da Polícia Federal, busca desarticular uma organização criminosa dedicada ao descaminho de bebidas estrangeiras

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Crédito: Peixoto Junior

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (17), a Operação Pit Stop, que busca desarticular uma organização criminosa dedicada ao descaminho de bebidas estrangeiras, dirigida por pessoa residente em São Miguel do Oeste/SC.

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, nove mandados de condução coercitiva, um mandado de sequestro para cinco veículos e um mandado de sequestro para um estabelecimento comercial e seus bens, nas cidades de São Miguel do Oeste, Balneário Camboriú e Camboriú, expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Federal em São Miguel do Oeste.

A atividade criminosa consistia em trazer clandestinamente para nosso país bebidas oriundas do Paraguai, Argentina e Uruguai, com comercialização a partir de São Miguel do Oeste, onde foi montada uma empresa fantasma para emitir as notas fiscais que eram utilizadas para acobertar o transporte das mercadorias. O principal destino das bebidas eram lojas no litoral de Santa Catarina, principalmente três que operam no Camelódromo de Balneário Camboriú.

Entre os anos de 2013 e 2015, o esquema criminoso movimentou mais de R$ 2 milhões. Os bens que estão sendo apreendidos, inclusive um estabelecimento comercial voltado ao entretenimento, foram adquiridos com o lucro do crime.

Os envolvidos estão sendo investigados por crime de descaminho, praticado em associação criminosa, sendo que o líder do esquema criminoso também responderá por falsidade ideológica.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -