- PUBLICIDADE -

Integrantes do PCG são presos em Itajaí por homicídio

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

homicidas
Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, na manhã desta quinta feira (28), cumpriu cinco Mandados de Prisão Preventiva em desfavor de Antônio Nascimento Rosa, Marcos Paulo Palhano Mees, Matheus Cristiano Pazzeti Palhano, Maycon Ivo Otto e Juliano Sedrez de Mattos, todos suspeitos de participação em vários homicídios ocorridos em Itajaí e região.

As investigações iniciaram no final de 2010, quando um atentado feriu Antônio Nascimento Rosa e vitimou Gabriela Palhano Mees. Segundo os Agentes da DIC, cinco pessoas estariam envolvidas no crime, sendo que quatro delas já foram executadas pela quadrilha, dentre eles: Eduardo Francisco de Oliveira, assassinado dentro do Presídio de Itajaí, a mando de Antônio Nascimento Rosa.

Todos os presos são integrantes do Primeiro Grupo Catarinense (PGC) e cumprem pena em Presídios por roubo, tráfico e homicídio. Diante das provas produzidas em dois Inquéritos Policiais, foi representado pela prisão preventiva dos suspeitos; algo que foi cumprido na data de hoje, quando todos foram conduzidos para a DIC de Itajaí e foram feitos os interrogatórios.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.