- PUBLICIDADE -

Pai que abusava sexualmente dos três filhos é preso

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

Os supostos abusos sexuais cometidos pelo pai de três crianças – sendo duas biológicas e a outra enteada – acabaram com o cumprimento do Mandado de Prisão Preventiva em desfavor do suspeito, nesta quinta-feira (24), no bairro Fazenda, em Itajaí. Os policiais da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Itajaí, que investigavam o caso, após a realização da prisão e dos procedimentos, encaminharam o suspeito, de 42 anos, ao Presídio de Canhanduba.

O registro dos abusos foi feito no início de novembro pela mãe das crianças, de 37 anos, após ser orientada pelo Conselho Tutelar a avisar à Polícia Civil. Conforme relatos das crianças, os abusos começaram no ano passado, depois do primeiro episódio de separação dos pais. Naquela época, a menina de 5 anos passou a dormir com a mãe e o suspeito passou, inicialmente, a dormir no quarto do filho de 10 anos e do enteado de 12 anos.

Depois de sair de casa, segundo relatos da filha de cinco anos, quando seu pai ia buscá-la na escola, levava-a para a casa dele, entrava no quarto, trancava a porta, tirava a calça e calcinha dela, ficava só de cueca, e tocava nos órgãos genitais da filha.

O filho e o enteado também confirmaram os abusos, feitos diversas vezes. Os dois relataram que o indiciado levava-os, separadamente e em momentos distintos, para a cama no quarto dele, tirava a própria calça e dos filhos e fazia sexo anal com eles.

A violência sexual às três crianças foram efetuadas diversas vezes, inclusive na casa da mãe, sem conhecimento dela.

O Delegado Fabrício Wloch deflagrou inquérito policial sobre suposta prática de atos libidinosos cometida pelo pai, constatando, no decorrer da investigação, o estupro de vulnerável (menor de 14 anos). Além disso, Wloch verificou que o investigado era usuário de crack e vinha ameaçando e lesionando sua ex-companheira, mãe das crianças, conduta que se agravou após saber da instauração do procedimento.

Após a prisão, o suspeito foi interrogado e negou os fatos contra ele atribuídos.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.