Forças de segurança fiscalizam casas noturnas e bares

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Balneário Camboriú atrai pessoas de vários lugares pelos seus diversos atrativos turísticos e de lazer. Entre eles estão as casas noturnas e bares. Para a segurança de quem frequenta esses locais, fiscalizações são indispensáveis para evitar que acidentes e imprevistos estraguem a noite de quem procura esses estabelecimentos para se divertir.

Devido ao aumento de população na cidade durante a temporada, o Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú tem intensificado a vistoria e monitoramento de casas noturnas desde o fim do ano passado, com o intuito de verificar o funcionamento das mesmas e identificar possíveis irregularidades. O Major do Corpo de Bombeiros, Deivid Vidal, informou que as fiscalizações iniciaram na Avenida do Estado, passando então pela região central, bairro das Nações, dos Municípios e está indo em direção aos estabelecimentos da Barra Sul. Ele ressalta que estão sendo avaliadas primeiramente as casas de pequeno porte, e em seguida, serão avaliadas as de porte maior. Mais de 50% das casas noturnas e bares já foram fiscalizados. Caso haja irregularidades, o proprietário ou responsável recebe um prazo para comparecer ao Corpo de Bombeiros e tomar as devidas providências de regulamentação.

Durante as vistorias é avaliado se a lotação da casa noturna ultrapassa ou não o limite de segurança, além de serem verificados os sistemas preventivos (como extintores e mangueiras) e também o atestado de funcionamento do estabelecimento. De acordo com o Major, algumas aplicações são indispensáveis para o funcionamento regular de uma casa noturna, como placas de orientação de saída, iluminação de emergência, sistema de combate a incêndio, alarme de incêndio, entre outros.

Segundo o Tenente do 12° Batalhão de Policia Militar, Rodrigo Schmidt, as fiscalizações feitas pela Polícia Militar terão início ainda no mês de janeiro. A Guarda Municipal realiza o apoio nas fiscalizações.

A Polícia Civil fiscaliza a regularidade do estabelecimento de acordo com os alvarás exigidos para o funcionamento de uma casa noturna. De acordo com o agente de polícia, Pedro Bins, são eles os alvarás de saúde (sanitários), do meio ambiente, da Prefeitura Municipal e da Polícia Civil. Ele ressalta que são verificadas também as regularidades das questões legais, casos de perturbação do sossego, consumo de bebidas alcoólicas e demais procedimentos administrativos. Em caso de irregularidades, o proprietário ou responsável pelo estabelecimento deve comparecer à Delegacia Regional para receber orientações a respeito da regulamentação do local.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -