- PUBLICIDADE -

Geólogo envia laudo sobre interdição de casas no Morro do Cristo Luz

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Studio Volari vai presentear 100 pessoas com design de sobrancelhas, máscaras de led e de ouro e aula de pilates

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 2122-3230, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99635-7278

Nesta semana o geólogo contratado pela Prefeitura de Balneário Camboriú, Jannio Z. Pineda Aguilar enviou ao município suas conclusões sobre o estudo realizado no Morro do Cristo Luz neste mês de junho.

Segundo Janio, em seu texto de conclusão do trabalho as residências da primeira etapa da vistoria, situadas à esquerda para quem desce a rua Indonésia, apresentam um problema estrutural ou seja, problemas de fundação das estacas que estão ficando inclinadas. Para o profissional, esta situação coloca as casas em alto risco de desabamento. “Uma das soluções é a interdição à moradia destas habitações para não colocar em risco a vida dos moradores”, disse Jannio.

Em outra parte de sua conclusão, o geólogo diz que na segunda etapa do estudo, que corresponde às residências do lado direito, a situação é diferente, onde se tem um corte de talude muito íngreme, estando bem próximo do fundo das casas, em algumas situações matações de rochas graníticas na iminência de tombamento que estão inseridos numa matriz de solo areno-argiloso. “Esta situação coloca em alto risco os moradores das casas, especificamente aquelas do numero 295 a 405.

O geólogo finaliza o documento dizendo que não é recomendável fazer retaludamento, para ele a situação pioraria. “Muros de arrimo ou outros tipos de contenção não seria possível porque não tem espaço entre a base do talude e o fundo das residências. O certo é interditar as edificações e após a retirada dos matacões de rochas”, finaliza.

Para o diretor de Defesa Civil de Balneário Camboriú, Maurício Chedid, a Prefeitura agiu rápido. “Tomamos esta atitude em cima do laudo, com o único intuito de preservar a vida dos moradores”, disse. Chedid falou que o prefeito Edson Piriquito solicitou a ação rápida por esse principal motivo. “Não podemos brincar com a vida das pessoas”, explicou, mas informa ainda que o laudo foi entregue ao advogado do proprietário dos imóveis na subida do morro. “Ele vai ver a forma de colocar as coisas em ordem”, disse.

Segundo a Defesa Civil, algumas famílias já buscaram a inclusão social para pedir ajuda. Nesta sexta-feira, 9h, haverá uma reunião envolvendo secretaria de segurança, Defesa Civil, Inclusão Social e Procuradoria para encaminhamentos quanto à ajuda aos moradores.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.