- PUBLICIDADE -

Itajaí oferece atendimento às pessoas em sofrimento psíquico

Rede de Atenção Psicossocial oferta tratamento e acompanhamento gratuitos

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

Itajaí oferece atendimento às pessoas em sofrimento psíquico
Divulgação

As taxas de suicídio têm aumentado consideravelmente nos últimos anos no Brasil. Na região, as estatísticas também refletem esse aumento. Recentemente, casos de adolescentes e jovens que tiraram a própria vida chocaram a comunidade. Em Itajaí, a Rede de Atenção Psicossocial está preparada para oferecer tratamento a pessoas em sofrimento psíquico, como depressão, ansiedade e outros transtornos.

A Rede de Atenção Psicossocial da Secretaria Municipal de Saúde de Itajaí garante o atendimento às pessoas em sofrimento mental e suas famílias. Os serviços também acolhem pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas.

No município, o atendimento aos pacientes pode ser feito nas unidades básicas de saúde instaladas nos bairros, que são a porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS), ou ainda por meio dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Hospitais, em casos de urgências e emergências.

“O objetivo da rede é qualificar e facilitar o cuidado às pessoas em sofrimento mental através do acolhimento nos diversos serviços de saúde do município, ofertando tratamento adequado e acompanhamento contínuo, ou ainda encaminhando a pessoa para um serviço especializado. Dessa forma, todas as portas do Sistema Único de Saúde de Itajaí estão abertas para receber esses pacientes e ofertar a ajuda necessária”, explica a coordenadora de Saúde Mental do município, Carla Hütner.

Nas unidades básicas de saúde, os usuários recebem atendimento clínico e encaminhamento para atendimento psicológico nos polos de referência, além de participarem de ações de promoção e prevenção da saúde mental. Já nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) são ofertados atendimentos individuais ou em grupo, atendimentos à família, atividades comunitárias, oficinas terapêuticas e culturais, atividades de suporte social, tratamento medicamentoso, visitas domiciliares, ações intersetoriais, ações de redução de danos, entre outras atividades.

O município conta com três Centros de Atenção Psicossocial: o CAPS i para atendimento de crianças e adolescentes (até 18 anos) com transtornos mentais graves e persistentes e os que fazem uso de crack, álcool e outras drogas; o CAPS II que atende adultos com transtornos mentais graves e persistentes; e o CAPS AD que atende adultos com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas.

Rede articulada

Outro serviço importante dentro da Rede de Atenção Psicossocial é desenvolvido pela Vigilância Epidemiológica, que recebe notificações de casos de tentativas de suicídio. “Nosso papel é articular a rede de saúde para atendimento e acompanhamento dessa pessoa, evitando que ela cometa novas tentativas de suicídio”, explica Carmem Dacol, do departamento de Vigilância das Violências.

Em 2018, já foram registradas 88 tentativas de suicídio em Itajaí. Esse número vem crescendo a cada ano. Em 2017, foram contabilizadas 211 tentativas no município, um aumento de 27% em relação a 2016, quando ocorreram 166 tentativas de suicídio.

Caso perceba que um amigo, familiar ou colega de trabalho não está bem emocionalmente, ajude-o levando até a unidade de saúde mais próxima ou em um dos Centros de Atenção Psicossocial do município. Também é possível buscar apoio emocional através do Centro de Valorização da Vida (CVV), que atende de forma voluntária e gratuita todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, 24 horas por dia. O telefone de contato é 188.

Contato dos CAPS do município:

CAPS AD
Horário de Atendimento: 2ª à 6ª, das 8h às 19h
Endereço: Rua Alberto Werner, 655 – Vila Operária.
Fone: (47) 3908-5863

CAPS II
Horário de Atendimento: 2ª à 6ª, das 7h às 18h
Endereço: Rua Silva, nº 628, Centro
Fone: (47) 3908-5765

CAPS i
Horário de Atendimento: 2ª à 6ª, das 7h às 18h
Endereço: Rua Alfredo Trompowisky, nº 405 Vila Operária.
Fone: (47) 3908-5861


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.