- PUBLICIDADE -

Diagnóstico positivo para chikungunya em dois moradores da zona rural de Itajaí

Esses são os primeiros casos autóctones de chikungunya em Itajaí

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

(Divulgação)
(Divulgação)

A Secretaria de Saúde de Itajaí recebeu nesta segunda-feira (14), do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen SC) o diagnóstico positivo para chikungunya em dois moradores da zona rural.

Para a confirmação do diagnóstico, por orientação da Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (DIVE SC), a Secretaria de Saúde está efetuou nesta terça-feira (15), à tarde, a segunda coleta de sangue dos pacientes.

Até o momento, em 2016, Itajaí tem registrados dois casos confirmados de chikungunya, importados. E mais estes dois casos que estão em análise.

A Secretaria de Saúde ressalta que qualquer pessoa que apresente sintomas de febre chikungunya deve procurar imediatamente a Unidade de Saúde mais próxima para avaliação médica.

O Ministério da Saúde definiu que devem ser consideradas como casos suspeitos da doença todas as pessoas que apresentarem febre de início súbito maior de 38,5ºC e artralgia (dor articular) ou artrite intensa com início agudo e que tenham histórico recente de viagem às áreas nas quais o vírus circula de forma contínua.

Também é fundamental que a pessoa com suspeita faça uso do repelente para impedir a proliferação do vírus. Tanto a chikungunya quanto a dengue e o zika vírus são doenças que possuem como vetor o mosquito Aedes aegypti.

Passadas 10 semanas epidemiológicas em 2016, Itajaí soma 26 casos confirmados de dengue, sendo 10 deles autóctones e os demais, importados. No mesmo período de 2015, a cidade tinha 904 casos, sendo 881 de transmissão dentro do município.

É fundamental que toda a população mantenha os cuidados permanentes em relação à eliminação de possíveis pontos de acúmulo de água, para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti no município.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.