- PUBLICIDADE -

Focos de dengue em Itajaí sobem para 125

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

focos dengue itajai

A Secretaria Municipal de Saúde atualizou, na manhã desta segunda-feira (1º), os dados referentes à dengue em Itajaí. E, conforme os novos números, os focos positivos do mosquito Aëdes aegypti na cidade agora são 125, dez a mais em relação ao balanço anterior, publicado em 25 de agosto. Todos os novos focos detectados se situam no bairro São Vicente. Em função do atual quadro registrado em Itajaí, dois agentes de Endemias da Secretaria de Saúde itajaiense participam nesta quarta-feira (03), de um treinamento para utilização de um equipamento chamado ‘bomba motorizada’ na sede da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado, em Florianópolis. “Este equipamento já foi adquirido pelo Município e o treinamento tem como finalidade o bloqueio rápido em casos confirmados de dengue na cidade. Esperamos não usar tal medida, mas estamos nos preparando para futuras ações que se fizerem necessárias”, esclarece o Coordenador do Programa de Controle da Dengue, Lúcio Vieira.

Em um ano, o número de focos positivos do mosquito da dengue passou de três para 125 em Itajaí. Além disso, em julho, a cidade registrou o primeiro caso de dengue autóctone, quando a doença é contraída dentro do próprio município. A grande explosão de focos do mosquito mobilizou autoridades de saúde do Município e do Estado. A preocupação é com a proximidade do verão – época em que os focos tendem a aumentar devido ao calor e as chuvas. “Registramos esse grande aumento no inverno, o que é muito atípico e já sabemos que no verão vai aumentar ainda mais, o que é bastante preocupante”, alerta Lúcio Vieira.

De acordo com levantamento do Estado e do Município, em 2010 foram registrados 27 focos de dengue em Itajaí. Em 2011, o número caiu para 15 e em 2012, nenhum foco foi encontrado. No ano passado, três focos da doença foram registrados e agora em 2014, já são 125 focos identificados. Destes, 92 estão localizados no bairro Cordeiros. “Já sabemos que os ovos do mosquito foram trazidos em carcaças de carros, que vieram de São Paulo para um ferro velho de Cordeiros. Essas sucatas foram guardadas em um depósito sem cobertura, por isso quando choveu, os ovos eclodiram e se transformaram em larvas e em mosquitos que se espalharam rapidamente pelo bairro e estão avançando para o São Vicente”, explica Lúcio. “Cada fêmea pode colocar até 400 ovos, e os ovos levam de cinco a sete dias para virarem mosquito”, acrescenta.

Assim que um foco positivo da doença é detectado, uma área de 300 metros ao redor sofre intervenção. Além de orientar a população ao redor sobre o perigo de deixar água parada, os agentes aplicam inseticidas para minimizar a situação do vetor. Com o grande aumento no número de focos de dengue, desde abril, o município intensificou a fiscalização no bairro Cordeiros, realizou mutirão de limpeza em parceria com a Secretaria de Obras, está orientando a população através de visitas domiciliares e carro de som, e neste mês iniciou um trabalho nas escolas para que os alunos sejam multiplicadores de ações de combate à dengue. “Como 60% dos focos do mosquito foram encontrados em residências, é de grande importância que a população fique alerta e comece a fazer a sua parte no combate ao mosquito”, ressalta o Secretário Interino de Saúde, Marcio Silveira.

Medidas que fazem a diferença:
A população é a principal aliada para que o mosquito não se prolifere.

– Vistorie seu quintal uma vez por semana, eliminando todo material que acumule água parada. É importante lembrar que o mosquito coloca seus ovos em água limpa parada e na sombra;

– Os locais preferidos dos mosquitos são os vasos de flores, caixas d’água e materiais reciclados como latas e garrafas, etc;

– Baldes com água que serão reutilizadas devem ser tampados;

– Receba os agentes de endemias: eles estão identificados e são amigos da comunidade, sua função principal é orientar os moradores e firmar uma parceira vitoriosa para não deixar que esta doença se instale em Itajaí.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.