- PUBLICIDADE -

Balneário Camboriú continua livre da Dengue

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

A Secretaria da Saúde e Saneamento de Balneário Camboriú, através do Programa Municipal de Combate à Dengue, comunica que o município continua livre da dengue. Mas reforça as ações de prevenção contra o Aedes Aegypti e busca a colaboração da comunidade no combate ao mosquito transmissor da doença. De janeiro de 2012 até o momento foram registrados sete focos positivos do mosquito, redução de mais de 55% em relação a 2011.

De acordo com o coordenador do Programa Municipal de Combate à Dengue, Márcio Cristiano Passing, desde 2011 está ocorrendo uma redução significativa no número de focos registrados pela equipe do programa, em 2010 foram encontrados 31 focos, já em 2011 esse número caiu para 16 e neste ano foram sete focos do mosquito até o momento. “Fatores importantes que ajudam nessa redução são os trabalhos contínuos da equipe da secretaria, além da conscientização e prevenção da comunidade”, explica.

A área dos focos é submetida a varreduras a cada dois meses durante um ano, com visitas a todos os imóveis comerciais e residenciais próximos ao local. “Pedimos sempre a colaboração da comunidade para o acesso dos agentes nas visitas as casas, pois a prevenção ao mosquito exige um trabalho contínuo e incansável que necessita da compreensão de toda a população”, esclarece Márcio Cristiano.

Hoje, Balneário Camboriú conta com 460 armadilhas instaladas de acordo com os critérios técnicos do Ministério da Saúde. Esta “rede de armadilhas” permite o monitoramento da área e detecção precoce da chegada do mosquito transmissor e, consequentemente, na tomada de decisões de bloqueio. As armadilhas são vistoriadas de sete em sete dias, por tempo indeterminado.

Com a chegada do verão, os cuidados precisam ser redobrados, pois o calor e as pancadas de chuvas tornam o clima propício para o surgimento do mosquito transmissor do Aedes aegypti. “Na cidade existem muitas construções de condomínios residenciais e reforçamos o pedido às empresas que cuidem dos acúmulos de água nos fossos de elevadores e nas construções de piscinas”, alerta.

Santa Catarina é o único estado brasileiro livre de dengue. Isso ocorre por causa de uma vigilância contínua e eficaz nos locais de risco. O Aedes aegypti é urbano, não se cria na vala, no riacho ou na mata. Seu tempo de vida pode chegar a um mês e o ovo pode sobreviver até um ano em condições adversas. Essas condições permitem seu alastramento por um extenso território.

Como prevenir a Dengue?

– permitir o acesso ao agente de controle da dengue em seu imóvel (residência, comércio, terreno baldio e outros);
– manter caixas d’água, cisternas e outros depósitos de água fechados;
– eliminar depósitos dispersos pelo pátio dos imóveis, tais como baldes, latas, garrafas, pneus, lonas plásticas e restos de construções que possam acumular água;
– eliminar pratos de plantas ou colocar areia nos mesmos;
– verificar e limpar, se necessário, as calhas e lajes que acumulem água;
– lavar semanalmente os vasilhames de água dos animais domésticos;
– manter tratadas e limpas as piscinas ou com coberturas adequadas.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.