Balneário Camboriú continua livre da Dengue

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

A Secretaria da Saúde e Saneamento de Balneário Camboriú, através do Programa Municipal de Combate à Dengue, comunica que o município continua livre da dengue. Mas reforça as ações de prevenção contra o Aedes aegypti e busca a colaboração da comunidade no combate ao mosquito transmissor da doença. De janeiro de 2011 até o momento foram registrados 16 focos positivos da dengue.

O último foco positivo detectado na cidade foi no dia 02 de junho deste ano, no bairro das Nações. Desses 16 focos positivos registrados, 13 focos foram em pontos estratégicos monitorados semanalmente pela equipe do Programa Municipal de Combate à Dengue, dois foram em uma residência e um em uma construção.

De acordo com o coordenador do Programa Municipal de Combate à Dengue, Márcio Cristiano Passing, em relação ao mesmo período do ano passado – onde foram encontrados 29 focos positivos, o município teve uma redução de 13 focos, ou seja, 44,8% a menos que o ano de 2010.

“Esses dados demonstram um resultado positivo do trabalho realizado pela equipe do programa municipal de controle à dengue e da participação da comunidade em relação aos cuidados nas residências e ambientes de trabalho”, explica. Porém, o cuidado da comunidade deve ser diário e continuo.

No município estão instaladas 441 armadilhas, visitadas semanalmente, de acordo com os critérios técnicos do Ministério da Saúde. Estas “rede de armadilhas” permitem o monitoramento da área e detecção precoce da chegada do mosquito transmissor e consequentemente na tomada de decisões de bloqueio. Além disso, são monitorados 63 pontos estratégicos a cada 15 dias, 191 pontos estratégicos são vistoriados mensalmente e a equipe atende em média 250 denúncias por mês. Também, são realizadas visitas nas residências, comércios e terrenos baldios da cidade.

Como prevenir a Dengue?

– permitir o acesso ao agente de controle da dengue em seu imóvel (residência, comércio, terreno baldio e outros);
– manter caixas d’água, cisternas e outros depósitos de água fechadas;
– eliminar depósitos dispersos pelo pátio dos imóveis, tais como baldes, latas, garrafas, pneus, lonas plásticas e restos de construções que possam acumular água;
– eliminar pratos de plantas, ou colocar areia nos mesmos;
– verificar e limpar se necessário às calhas e lajes que acumulem água;
– lavar semanalmente os vasilhames de água dos animais domésticos;
– manter tratadas e limpas as piscinas ou com coberturas adequadas.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -