Divulgação

Alternativas para reduzir e, no futuro, eliminar o uso de sacolinhas plásticas no comércio local foi tema de reunião pública promovida pelo promotor da Curadoria Ambiental de Balneário Camboriú, Isaac Sabbá Guimarães, na sede do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Balneário Camboriú e Camboriú (Sindilojas). Diante de empresários do setor supermercadista, comerciantes locais, representantes do poder público e educadores ambientais, o promotor trouxe informações sobre programas de redução das sacolinhas em diferentes países do mundo e colocou em debate opções a serem implementadas em Balneário Camboriú.

Isaac também discutiu a possibilidade de formalizar acordo em ação civil pública, cuja audiência está marcada para o dia 29 de novembro. Recentemente, a 5ª Promotoria de Justiça da Comarca de Balneário Camboriú instaurou um procedimento administrativo com a finalidade de buscar a redução do uso de sacolas plásticas nos grandes estabelecimentos comerciais da cidade.

Com o procedimento, o promotor busca estimular políticas públicas locais voltadas à diminuição do uso de sacolas, principalmente no setor supermercadista. Entre as ações propostas está a realização de um diagnóstico ambiental quanto ao uso das sacolas, medidas de educação ambiental junto à população e, em seis meses, a interrupção de distribuição de sacolas plásticas de forma gratuita ao cliente.

Segundo o presidente do Sindilojas, Hélio Dagnoni, o setor está aberto a debater novas políticas de redução de lixo e de sacolas plástica no comércio. “Muitos dos nossos associados, inclusive, já são modelos em boas práticas neste sentido”, explica. Durante a reunião, o diretor executivo da Associação Catarinense de Supermercados, Antônio Poletini, falou sobre o programa Supermercado Lixo Zero, que prevê a destinação correta dos resíduos gerados pelo setor. “Mais de 45 lojas em SC aderiram ou estão implantando as ações do projeto. A meta é que, até 2020, todos os supermercados tenham aderido ao programa”, explica.

A presidente do Instituto Eco Cidadão e responsável pela programação da Semana do Lixo Zero em Balneário Camboriú e Itajaí, Luciana Andréa de Jesus, o debate com o setor supermercadista é um passo importante dentro da meta de reduzir o lixo nos centros urbanos. “O país ainda não está preparado para eliminar 100% das sacolas. São muitos passos ainda a serem seguidos, mas acreditamos muito no poder da educação ambiental para atingir parte destas metas”, avalia. O encontro contou também com a participação da coordenadora do SindiMulher, Rosemari Tomazoni.

Médico desconfiou das lesões e acionou a Polícia Militar.

Posted by Click Camboriú on Wednesday, October 24, 2018


COMENTE ABAIXO ⬇

resposta(s) publicada(s). (Obs.Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site)