- PUBLICIDADE -

Contenção flutuante é instalada no Rio Marambaia

A contenção flutuante vai segurar garrafas e sacolas plásticas, por exemplo, evitando que a sujeira vá para o mar

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

EMASA conten%C3%A7%C3%A3o flutuante Canal do Marambaia 18 12 17 Foto Celso Peixoto 1
Divulgação

Nesta segunda-feira (18), a Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú instalou no Rio Marambaia uma contenção flutuante para segurar garrafas e sacolas plásticas, por exemplo, evitando que a sujeira vá para o mar. A barreira foi colocada na altura da Rua Julieta Lins, no Bairro Pioneiros, finalizando a primeira etapa da revitalização no rio.

Segundo a diretora técnica da EMASA, Roberta Orlandi, a periodicidade da limpeza da contenção depende da quantidade de sujeira que será acumulada no local. “Pedimos o apoio da população para não jogar lixo no Rio Marambaia e caso vejam alguém jogando denunciem. Estamos fazendo o possível para revitalizá-lo”, comentou.

A primeira etapa feita com máquina escavadeira hidráulica retirou, do dia 14 de novembro até o último sábado (16), quase 1200 metros cúbicos de lixo, entulho e areia fétida, o que equivale a 120 caminhões. Para executar esse serviço foi necessário a formação de uma base com troncos de madeira para a máquina não afundar. Os resíduos removidos são acondicionados em caçambas e caminhão-tanque, que transportam o material para destinação final, em locais devidamente licenciados para esta finalidade.

Depois de concluída a primeira etapa, será feita a instalação de unidades de aeração em três pontos do Rio Marambaia. O contrato para a realização da segunda etapa será assinado nos próximos dias e a empresa terá três meses para instalar o sistema de aeração, que aumentará a oxigenação da água do rio através de pequenas bolhas de ar.

A última etapa da revitalização do rio será o desassoreamento completo com o uso de draga. Para isso, a EMASA precisa de um licenciamento ambiental mais detalhado da Fundação do Meio Ambiente (FATMA).


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.