- PUBLICIDADE -

Figueira cinquentenária é transplantada em Balneário Camboriú

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

Divulgação
Divulgação

Uma operação especial, com a participação de mais de 20 profissionais, garantiu a conservação de uma figueira cinquentenária no litoral catarinense. A espécie (Ficusorganensis, conhecida como figueira-de-folha-miúda) está localizada em um dos terrenos da FG Empreendimentos, onde futuramente será construído um novo edifício. A planta foi mantida, porém foi transplantada para um local a cerca de 50 metros do atual, em um procedimento que foi planejado e executado por cinco meses. A operação foi realizada na manhã desta sexta-feira (19/9), vésperas do Dia da Árvore, comemorado em 21 de setembro.

Por ser nativa, a figueira tem grande capacidade de adaptação e sobrevivência. Segundo o técnico agrícola e especialista em gestão e manejo ambiental em sistemas florestais, Heli Schlickmann, a árvore tem um valor histórico, cultural e é importante para o equilíbrio ecológico da área. “Após plantada, uma espécie como esta demora 20 anos para chegar a sua maturidade total e esta árvore já está fazendo isso há 30 anos. Além disso, em meio a tantas plantas exóticas será um diferencial na Avenida Atlântica, pois vai contrapor o paisagismo local”, considera.

Havia meios legais de a FG conseguir licença da Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma) para o corte da figueira. Porém a empresa, que é pioneira na região a fazer uma ação como esta, optou pelo transplante. “A FG Empreendimentos trabalha no tripé das responsabilidades e uma delas é a ambiental. Cada projeto, cada ação, cada pensamento da empresa leva em consideração o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e a natureza”, pondera o diretor de Operações da construtora, Ivan Roy Nelson.

Para a escolha do novo local da figueira, foram identificadas as coordenadas geográficas para que a planta seja alocada com a mesma orientação solar. A execução do trabalho exigiu que a construtora formalizasse pedido de autorização e comunicação da operação a 10 órgãos e entidades como Fatma, Corpo de Bombeiros, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e até a Celesc. Após transplantada, a figueira será acompanhada por uma equipe especializada em replantio por até dois anos.

Além do transplante da figueira, a FG Empreendimentos realizou a entrega de duas mil mudas de árvores para o Projeto Produtor de Água e de um carro para a secretaria do Meio Ambiente de Balneário Camboriú.

 

Os números da operação

A figueira tem cerca de 50 anos
Eram 10 metros de altura antes da poda e 6 metros agora
Pesa 40 toneladas com a terra e tem um raio de 7,5 metros de raízes
 cinco meses ela está sendo preparada para o transplante.
O deslocamento será de cerca de 50 metros

 

O passo a passo do transplante

 

1ª Etapa – Preparação

1.    Inicialmente foi feita a eliminação de ervas invasoras que comprometem a sanidade e respiração das figueiras.

2.    Depois foi realizada a primeira etapa da sangria das raízes, conhecido como desmame, técnica que permite o desenvolvimento das novas raízes, sustentando a planta quando transplantada e estimulando o crescimento.

3.    O passo seguinte foi a primeira poda de parte da copa.

4.    Após três meses foi realizada a segunda etapa da sangria das raízes e a segunda etapa da poda dos galhos, contemplando a colocação de plástico para proteção das raízes.

 

2ª Etapa – Transplantio

1.    O lugar de recebimento da planta foi preparado 30 dias antes, com correção do pH e da fertilidade do solo, colocação de substrato orgânico, inclusive utilizando parte do solo de origem da planta.

2.    No quinto mês foi realizada a terceira etapa da sangria das raízes, bem como a retirada da terra no diâmetro do tronco, feita com cuidado para evitar danos mais severos às raízes remanescentes.

3.    Foram colocados protetores no tronco para fixar as fitas de içamento para o transporte até o berço de transplantio.

4.    Compactação do solo ao redor da planta e irrigação com abundância para não deixar bolhas de ar e evitar possível apodrecimento das raízes.

 

3ª Etapa – Acompanhamento

1.    O acompanhamento e manejo da árvore será realizado até novembro de 2016 por responsável técnico habilitado.

2.    Repasse de informação a cada quatro meses ao órgão ambiental fiscalizador sobre a situação do exemplar transplantado.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.