Projeto Educa Vida conscientiza estudantes de BC sobre sexualidade e uso de drogas

Ao todo, 353 alunos entre meninos e meninas já participaram do projeto

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

O Projeto Educa Vida pertence ao Programa Municipal de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), HIV/Aids e HP e é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Saúde e Secretaria de Educação. Com o objetivo de conscientizar alunos da Rede Municipal de Ensino acerca da educação sexual e prevenção ao uso de drogas, o projeto já atendeu neste ano cinco Centros Educacionais Municipais (CEM’s), pretendendo alcançar toda a rede no próximo semestre.

Ao todo, 353 alunos entre meninos e meninas já participaram do projeto, que inclui entre as ações desenvolvidas oficinas, palestras e formações sobre temas como álcool, drogas ilícitas, sexualidade, gênero, diversidade, adolescência, saúde sexual e reprodutiva, além das IST’s, HIV, Aids e Hepatites Virais. Os CEM’s participantes do projeto no primeiro semestre foram Ariribá, Nova Esperança, Jardim Iate Clube, Ivo Silveira e Giovania de Almeida.

O desejo dos desenvolvedores é de que o Educa Vida amplie a sua rede de abrangência. “Queremos educar todos os nossos jovens tanto de escolas como de universidades, para que eles possam ter acesso e conhecimento dessas patologias tão estigmatizadas e, com essa parceria e adesão, podemos futuramente atrelar esse projeto a tantos outros que possuímos”, disse o diretor do Departamento da Atenção Especializada, Rafael Augusto Brinkhues.

A partir de agosto será a vez dos CEM’s Antônio Lúcio, Armando Cesar Ghislandi, Tomaz Francisco Garcia e Dona Lili participarem do projeto, cada mês sendo representado por uma escola diferente. Alunos de turmas do 4º ao 9º ano receberão as instruções referentes às temáticas abordadas pelo projeto. Os conteúdos serão ministrados de acordo com a idade dos alunos e conhecimento de cada turma.

“Com o Projeto Educa Vida, buscamos passar para toda comunidade escolar a importância dos cuidados com as IST/HIV/AIDS/Hepatites virais, pois segundo pesquisa uma das melhores formas de prevenção é a informação, como também o uso do preservativo em todas as relações sexuais”, diz o psicólogo responsável pelo projeto, Gustavo Pereira Oliveira d’Eca Neves.

A operação busca identificar e colher provas a respeito da possível prática de loteamento irregular.

Posted by Click Camboriú on Thursday, July 26, 2018

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -