Gasolinas comum e aditivada estão mais baratas em agosto

Procon realizou pesquisa em 44 postos de combustíveis de Itajaí

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Jogaderia resgata cultura dos jogos de tabuleiro no Balneário Shopping neste final de semana

Evento especial objetiva conectar as pessoas e proporcionar experiências com jogos longe das telas eletrônicas

As gasolinas comum e aditivada estão mais baratas em Itajaí no mês de agosto. A Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) realizou a pesquisa de preços de combustíveis na segunda-feira, 12.ago.2019, em 44 estabelecimentos da cidade. O bairro Vila Operária registrou o menor valor da gasolina comum: R$ 3,63 por litro, se o pagamento for em dinheiro. Outros combustíveis registraram queda ou mantiveram o preço médio de julho.

A gasolina comum pode chegar ao valor de R$ 4,29 no dinheiro e varia de R$ 3,65 a R$ 4,39 no cartão de crédito. A diferença de preço chega a R$ 0,76, de acordo com a forma de pagamento escolhida pelo condutor. Em comparação com o mês de julho, o preço médio foi mantido em R$ 3,77.

A gasolina aditivada, especificamente, apresentou os mesmos valores nas operações em dinheiro e cartão de crédito: R$ 3,67 a R$ 4,49, com R$ 0,82 de diferença. De julho para agosto, o preço médio foi de R$ 4 para R$ 3,98 (-0,49%).

O diesel comum, por sua vez, registrou valores em dinheiro de R$ 3,19 a R$ 3,49. No cartão de crédito, o litro pode custar R$ 3,19 até 4,04. Já o diesel S-10 varia entre R$ 3,17 a R$ 3,89 (dinheiro) e de R$ 3,17 a R$ 4,14 (cartão de crédito). Nesse mês, a redução no preço médio é de 0,50%.

O litro do etanol pode ser comprado pelos valores de R$ 2,99 a R$ 3,58, no dinheiro. No cartão de crédito, o preço varia entre R$ 2,99 e R$ 3,79. A diferença de preço conforme a modalidade de pagamento chega a R$ 0,80.

Por fim, os preços do gás natural veicular (GNV) permaneceram inalterados em relação às três pesquisas anteriores. O custo mais baixo é de R$ 2,79 e R$ 3,09 é o mais alto.

O Procon de Itajaí salienta que a Lei Federal 13.445/17 autoriza a diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público em função do prazo ou instrumento de pagamento utilizado. Contudo, se houver diferença para o mesmo combustível, a bomba e/ou bico precisa ser identificada de forma destacada e de fácil visualização. Além disso, o fornecedor deverá registrar no cupom fiscal o valor total pago, conforme a condição escolhida pelo consumidor.

No caso de dúvidas ou denúncias, os consumidores podem buscar auxílio na sede do Procon, localizado na avenida Joca Brandão, 655, Centro. Os atendimentos ocorrem de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h. O telefone 151 fica à disposição.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Clínica Beleti: reabilitação orofacial e estética

Conheça um pouco do que a reabilitação orofacial pode fazer por você
- Publicidade -