Uma premiação para reconhecer dois empresários com muito em comum: o amor por Balneário Camboriú, um legado para a cidade e muito espírito empreendedor. Júlio Tedesco e Moacyr Werner tiveram suas histórias exaltadas e foram homenageados pela Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú durante a 7ª edição do Encontro Empresarial da entidade, que aconteceu ontem, 24, no Hotel Sibara Flat & Convenções. A noite, marcada pela emoção, ainda contou com a palestra de um dos maiores nomes da gestão do Brasil, José Salibi Neto, co-fundador da HSM Management e uma homenagem aos 15 anos de história do Núcleo da Mulher Empreendedora da entidade.

O presidente da entidade, Augusto Munchen, aproveitou o momento para destacar o quanto as entidades estão mais fortes e unidas em torno dos objetivos de bem comum e da sociedade empresarial, destacando a regional, da qual a Acibalc faz parte, e seus pleitos, como as melhorias no Aeroporto de Navegantes, a finalização da BR 470 e as pontes que circulam as marginais entre Itajaí e Navegantes. “Essas demandas nunca foram tão urgentes. Representamos na nossa Regional o maior PIB de SC e, portanto, temos uma das maiores responsabilidades empresariais”, diz. Munchen ainda destacou o quanto o evento é especial para entidade, que além de homenagear dois grandes expoentes empresariais, que brindam o empresário local com atitudes positivas, também promovia uma série de palestras e capacitações voltadas especialmente para a classe.

Acompanhado pela família, Júlio Tedesco recebeu das mãos do presidente da Acibalc, a medalha Baltazar Pinto Correia pelo seu pioneirismo social. Emocionado, Júlio disse estar honrado com a homenagem, que destaca um trabalho de 70 anos em Balneário, que começou lá atrás com o seu pai. “Foi uma vida de trabalho e luta, que felizmente resultou em tudo isso. Podemos citar o mais recente empreendimento que é a vinda dos cruzeiros para Balneário. Todos os nossos empreendimentos tiveram grandes dificuldades e isso faz com que a gente vibre quando consegue inaugurar mais um. Somos todos apaixonados por Balneário Camboriú e a nossa vida é aqui”, diz.

Por seu pioneirismo empreendedor, o empresário Moacyr Werner também foi um dos grandes homenageados da noite, representando pelo seu filho Claudio Werner, que destacou que há 87 anos seu pai já frequentava a cidade. “A empresa que ele fundou tem 57 anos e o nosso município 54, e ele ficou extremamente honrado em ter sido lembrado, gostaria imensamente de estar aqui hoje. O pai adora Balneário Camboriú e adotou a cidade. Ele tem uma ligação muito forte com os empresários e ser homenageado por eles, realmente foi algo que o deixou muito feliz”, diz.

Quem também não poderia ficar de fora das homenagens foi o Núcleo da Mulher Empreendedora da Acibalc, que completou 15 anos e foi representado pelas suas fundadoras. Cirlei Donato, que está desde o começo, lembrou que o grande desafio de todos estes anos foi reestruturar um núcleo onde antes a mulher era muito servil. “Isso foi uma marca muito grande e um desafio também. Foi uma grande transformação. Acredito que o principal ganho foi ter percorrido o estado fomentando este núcleo em outras associações e o grande legado disso é o resultado dessa mulher no mercado”, finaliza.

O evento contou com os seguintes parceiros ouro: Conjel Contabilidade, Hotel Sibara, RZ, Sol Motos e UniSociesc. Parceiros pratas: Águas de Camboriú, Bella Catarina, Inteligência Marketing. Parceiros bronze: Grupo Preze, Unidas, Avantis, Sankhya e Hospital do Coração.

Gestão do amanhã com Salibi

Ainda na mesma noite, o escritor e empresário José Salibi Neto conduziu palestra com o tema ‘Gestão do Amanhã’, onde falou sobre os impactos da 4ª revolução industrial na gestão das empresas e trouxe alguns caminhos para a gestão e os negócios no futuro. “O ambiente empresarial do mundo inteiro está tentando entender esse novo ambiente que está sendo transformado pela tecnologia, em uma velocidade jamais vista. A velocidade da tecnologia é mais rápida do que nossa capacidade de compreensão. A gente sempre pensou em um crescimento de 10%, 20% ao ano e com a tecnologia hoje esse crescimento é de 100%, 200%, ele não para, e é um grande desafio conseguir acompanhar”, diz.

Salibi também questionou a forma de ensino, onde o conteúdo, segundo ele, está muito ultrapassado. “São professores analógicos ensinando alunos digitais e essa combinação resulta em algo não muito bom”, diz. Ele ainda destacou empresas que foram desenhadas para ter sucesso no século XX, mas que fracassaram logo depois, como a Motorola, por exemplo, que foi a inventora do celular e que se tornou irrelevante, lutando pela sobrevivência. “Até pouco tempo atrás a vida média de uma empresa era de 40 anos, agora é de 15 anos e a tendência é diminuir ainda mais”, diz.

Como exemplo de novas empresas e produtos que dominam o mercado desde 2007, Salibi citou o Iphone e a Netflix. No contexto brasileiro citou o Nubank, que sem grandes burocracias, tem 3 milhões de usuários de cartão e vai se tornar um banco digital. No campo da alimentação citou o Ifood, que hoje é o principal concorrente do Mc Donalds no Brasil e tem mais de 8 milhões de pedidos no mês.


COMENTE ABAIXO ⬇

resposta(s) publicada(s). (Obs.Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site)