Cesta básica apresenta alta de 10% em Itajaí

Dos 13 produtos analisados, dez tiveram aumento no preço

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

(Divulgação)

Depois do aumento registrado em abril, o custo da cesta básica apresentou uma alta ainda mais significativa em maio. Desta vez o reajuste foi de 10,07%, passando de R$350,77 em abril para R$386,09 em maio. Os dados são do Projeto Cesta Básica Alimentar, da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), que elabora o indicador com monitoramento da Uni Júnior, a partir de pesquisa realizada em seis supermercados da cidade.

A análise indica que, em 2018, a cesta já subiu o equivalente a 22,01%. Se comparado o preço da cesta básica ao mesmo período do ano passado (maio), há uma elevação de 10,21%, com a diferença de R$35,24.

Os produtos que contribuíram para este aumento no preço total da cesta foram: a batata (116,42%), o tomate (42%), a banana (16,40%), o leite (10,23%), a farinha de trigo (8,43%), a manteiga (6,28%), o arroz (2,82%), a carne (1,51%), o óleo de soja (0,58%) e o café em pó (0,24%).

Apenas três dos 13 itens analisados tiveram redução no custo, são eles: o pão francês (1,29%), o feijão preto (1,05%) e o açúcar (0,86%).

De acordo com os pesquisadores, a alta já era esperada em função dos reajustes quase que diários no preço dos combustíveis. No entanto, o professor Jairo Romeu Ferracioli, economista e professor responsável pelo projeto, analisa que o fator determinante para a alta expressiva foi a greve dos caminhoneiros. Ele explica que os produtos perecíveis possuem o transporte como componente do custo e isto impactou no preço final da cesta básica. Para os próximos meses, o economista prevê: “A redução do custo do combustível (diesel) e o clima mais ameno devem contribuir para a baixa nos próximos meses”.

Poder de compra do trabalhador

Com a alta apresentada no último mês, o poder de compra do trabalhador assalariado em relação a alimentos básicos teve piora. O custo da cesta básica sobre o salário mínimo passou de 36,77% em abril para 40,47% em maio, acima da referência de ideal de 33,34%. Em termos de horas de trabalho para aquisição da cesta são necessárias 89 horas e 02 minutos de um total de 220 horas mensais.

119 casais trocarão alianças no próximo dia 16 de junho.

Posted by Click Itajaí on Wednesday, June 6, 2018

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -