- PUBLICIDADE -

Carga alta de tributos deixa a Páscoa Salgada

Você sabia que 32% do que pagamos pelo ovo de Páscoa é referente a impostos?

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Ovos de Páscoa

Cerca de 32% do custo do ovo de Páscoa é referente a tributos repassados ao preço final pago pelo consumidor. E não para por aí, do bacalhau ao vinho da ceia desta Páscoa, os impostos variam de 18% a 54%, respectivamente. Os dados são da consultoria do BDO, considerada a quinta maior empresa de auditoria e consultoria no Brasil.

Os percentuais acima citados, segundo a consultoria, incluem a cobrança de Imposto sobre os Produtos Industrializados (IPI), Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), do Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para ao Programa de Financiamento de Seguridade Social (Cofins).

A falta de transparência desses valores embutidos no preço final dos produtos, explica Kim Augusto Zanoni, advogado especialista na área tributária, leva o consumidor a fazer vista grossa ou simplesmente desconhecer, o peso que o nosso sistema tributário representa ao seu bolso. Segundo ele, a carga tributária do Brasil atinge aproximadamente 38% das rendas de cada cidadão.

“É realmente frustrante quando comparamos nossa realidade à de outros países, a exemplo dos Estados Unidos, que com cargas menores (26%), conseguem entregar educação, saúde e infraestrutura de qualidade para seus cidadãos. O momento atual é também propício para reabrir as discussões em torno da reforma tributária e da eficiência na aplicação dos recursos públicos”, conclui.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.