Prefeitura de Itajaí investe na castração de gatos e cachorros

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Preocupada com o crescente problema da super população e abandono dos animais, a Secretaria Municipal de Saúde, através do Núcleo de Controle de Zoonoses, em parceria com a AIPRA, inicia na próxima segunda-feira (16) o cadastro de moradores do Jardim Esperança, na grande Cordeiros, interessados em castrar seus cães ou gatos. O cadastro será feito por um funcionário do Núcleo de Controle de Zoonoses, na Policlínica Jardim Esperança, situada na Rua Sebastião Romeu Soares, sem número. Após inscrição, será feito o agendamento da cirurgia.

Para ter direito a castração gratuita, o morador deverá apresentar, no ato da inscrição, o documento de identidade, comprovante de residência e comprovante de renda. Nesta etapa, apenas serão contemplados os moradores com renda de até dois salários mínimos.

A esterilização de animais domésticos é um ato de amor, de respeito pelos animais e de cidadania. Uma gatinha ou cadelinha, e seus descendentes não esterilizados, podem ser responsáveis pela geração de milhares de novos bichinhos num curto período de tempo. Infelizmente não existem lares responsáveis para todos. Com a esterilização, é dado um passo importante para conter o ciclo de abandono de animais. Além disso, a saúde do animal será beneficiada e de todos os moradores da sua cidade.

Nos machos

– Diminui as fugas;
– Reduz a demarcação do território (xixi fora do lugar);
– Evita agressividade motivada por excitação sexual constante;
– Evita tumores (câncer) testiculares;
– Controla a população de animais, colaborando com a diminuição do número de animais de rua;
– Evita a perpetuação de doenças geneticamente transmissíveis como epilepsia, displasia coxofemoral, catarata, etc.;
– Os animais ficam mais tranqüilos e caseiros.

Nas fêmeas

– Evita acasalamentos indesejáveis, principalmente quando se tem um casal de animais de estimação;
– Evita câncer em glândulas mamárias, ovários ou útero na fase adulta;
– Evita a piometra, uma grave infecção uterina, em fêmeas adultas;
– Evita episódios freqüentes de “gravidez psicológica” e suas conseqüências como infecção das mamas;
– Evita cios;
– Controla a população de animais, colaborando com a diminuição do número de animais de rua;
– Evita doenças transmissíveis por ato sexual ou mordida;
– Evita a perpetuação de doenças geneticamente transmissíveis como epilepsia, displasia coxofemural, catarata juvenil, etc..

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -