- PUBLICIDADE -

Jornalista acusado de agredir prefeito e secretária desmente versão da prefeitura de Navegantes

Em nota oficial, prefeitura chama jornalista de "Blogueiro" e o acusa de estar completamente transtornado

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

O jornalista Julio César Bento Filho, do site Abre Olho Navegantes, foi detido na prefeitura municipal de Navegantes após uma confusão. Ele é acusado de agredir o prefeito e a secretária de assistência social.

Através de uma nota de esclarecimento, chamando o jornalista de “blogueiro” — com o intuito de descredenciá-lo, sendo que o mesmo possui registro profissional — e seu veículo de comunicação de “página de notícias sensacionalistas”, a prefeitura acusa o jovem de causar grande confusão e constrangimento ao alunos, familiares, entidades, autoridades, servidores públicos e convidados que acompanhavam a solenidade de encerramento do Projeto Viva Jovem.

“Aos berros e com uma filmadora na mão, o ‘blogueiro’ tentou intimidar as autoridades presentes, que pediam em vão para ele se acalmar e respeitar o evento”, diz a nota da prefeitura. “Completamente transtornado, o rapaz partiu pra cima e agrediu verbalmente a secretária municipal de Assistência Social Maria José Flor e o prefeito Emílio Vieira, que teve o caminho obstruído pelo agressor ao tentar adentrar ao seu gabinete”, acusa a nota. A prefeitura segue acusando Julio de coagir políticos e servidores dizendo que é jornalista e que faz parte da imprensa.

Julio César foi detido pelos guardas patrimoniais até que uma viatura da Polícia Militar chegasse ao local para atender a ocorrência. O prefeito, a secretária e testemunhas prestaram esclarecimentos aos policiais e afirmaram que vão prestar queixa formal contra o jornalista.

DE AGRESSOR A AGREDIDO

Em áudio, Julio César diz que foi agredido. “Fui gravar com a secretária de assistência social, sobre a situação dos moradores de rua. Ela não quis gravar comigo. Tava junto com o prefeito. Me empurraram. Na hora que eu tava me retirando da prefeitura, o Johnny Coelho (secretário de segurança pública) mandou mais dois vigilantes me agredirem na rua. Eu tô com a minha mão machucada, pescoço, minha perna”, alega. Ele prometeu soltar o vídeo das gravações que fez durante os fatos, garantindo que nem chegou perto do prefeito.


COMENTE ABAIXO ⬇
navegantes-217751.html" data-numposts="15" data-order-by="social" data-width="100%">

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.