- PUBLICIDADE -

Programa Se Liga na Rede realizou mais de 15.500 vistorias em 2018

As principais irregularidades constatadas nas residências são: inexistência e inadequação da caixa de gordura

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
Fiscalização com vídeo inspeção será feita para identificar ligações clandestinas de esgoto
Divulgação

Para verificar a situação das ligações hidrossanitárias, o Programa Se Liga na Rede, da Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA), realiza diariamente fiscalizações com teste de fumaça e lançamento de corantes na rede de esgoto em todas as regiões da cidade. Em 2018, o Programa realizou 15.671 vistorias, sendo: 4.526 inspeções; 7.609 reinspeções; e 3.536 fiscalizações. 

“Além de verificar a regularidade da ligação de esgoto à rede coletora, também verificamos a existência e adequação das caixas de gordura, e a destinação das águas pluviais, que devem ser feitas através da drenagem pluvial” explicou a Fiscal Sanitarista do programa, Beatriz Nunes.

No total, o Se Liga na Rede já realizou 34.663 vistorias, sendo 19.858 inspeções, 11.069 reinspeção e 3.736 fiscalizações. Já foram vistoriados os bairros: Nações, Ariribá, Pioneiros, Praia dos Amores, Centro, Estados, Vila Real, Taquaras, Laranjeiras, Nova Esperança, Barra e São Judas. Destes, 7.770 dos imóveis vistoriados possuíam ligações de esgoto irregulares e 3.400 se adequaram após a reinspeção. 

Caso seja verificada irregularidade, os consumidores têm 45 dias para providenciar a adequação. Após esse período haverá reinspeção. “Na reinspeção verificamos se as inadequações foram sanadas, caso não tenham sido, é lavrada intimação com prazo de 15 dias para defesa junto à EMASA. Se mesmo assim o problema não for solucionado, o proprietário do imóvel com ligação irregular será multado”, explicou Beatriz.

As principais irregularidades constatadas nas residências são: inexistência e inadequação da caixa de gordura (61%), água pluvial conectada à rede de esgoto (15%), não conectado à rede esgoto (13%), conectado parcial à rede de esgoto (9%), existência de fossa, filtro/sumidouro (2%) e esgoto sanitário conectado à rede pluvial (0%).

Os moradores que precisarem adequar suas ligações de rede de esgoto, podem procurar a Emasa (4ª Avenida, 250) para todas as orientações.

Lacres de ligações irregulares

Desde o mês de novembro de 2018, iniciaram os lacres de ligações de esgotos irregulares na região que compreende a Bacia do Rio Marambaia, uma das ações para a revitalização do Rio. Assim como, a construção de um emissário (nova rede de esgoto) que em breve será lançada a licitação. As fiscalizações do Programa Se Liga na Rede também foram intensificadas e são constantes em todos os bairros da cidade.

Confira algumas orientações do Se Liga na Rede BC:

– O imóvel deve ter caixa de gordura. Limpe periodicamente, coloque resíduos em recipientes plásticos e envie junto com o lixo ou doe para a reciclagem;

– Não despeje gordura de alimentos ou óleo de cozinha na rede esgoto;

– Não jogue lixo no vaso sanitário ou nas caixas de esgoto

– A rede de esgoto da EMASA não foi projetada para receber as águas da chuva. Por isso, se fizer ligação da rede pluvial na rede de esgoto, o sistema pode transbordar, causando a proliferação de doenças e mau cheiro.

Qualquer dúvida, informação ou denúncia de ligações clandestinas podem ser feitas pelo telefone 0800 643 6272.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Imobiliária de Balneário Camboriú aluga imóvel em até 30 dias ou paga o condomínio

A imobiliária promete alugar o imóvel em até 30 dias, ou pagar o condomínio ao proprietário
- PUBLICIDADE -