O presidente Jair Bolsonaro.
Valter Campanato/Agência Brasil

Na próxima segunda-feira, dia 21, às 13h, a Comissão de Assuntos Trabalhistas da OAB de Itajaí  participará de um manifesto em frente a sede da Justiça do Trabalho da cidade. A classe repudia a declaração recente do Presidente da República, Jair Bolsonaro, que quer discutir o fim da Justiça do Trabalho e o direcionamento desta para a Justiça Comum.

Para o presidente da Comissão de Assuntos Trabalhistas da subseção, Andrey Felipe Bento, essa atitude é inconstitucional e não pode ser levada a diante.

Outras entidades, como a  Associação Nacional de Magistrados da Justiça do Trabalho – ANAMATRA – OAB, Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas, Associação Nacionais dos Procuradores do Trabalho, estão mobilizadas e realizarão manifestação no dia 5 de fevereiro.

“A mobilização é importante, pois esse assunto gera um grande retrocesso. Não podemos deixar avançar. Vivemos no país uma insegurança jurídica muito forte e precisamos repudiar essa iniciativa no primeiro momento e mostrar nosso total descontentamento com essa medida e esse pensamento do Governo Federal”, explicou o advogado.


COMENTE ABAIXO ⬇

resposta(s) publicada(s). (Obs.Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site)