- PUBLICIDADE -

Uso racional de água e obras de ampliação da rede ajudam a evitar problemas no abastecimento de BC

O Parque Inundável, que terá capacidade para armazenar de 2 a 3 bilhões de litros de água bruta, deverá ficar pronto até o segundo semestre de 2018

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

reservatorio
Divulgação

Com o maior fluxo de visitantes em Balneário Camboriú durante a temporada de verão, o consumo de água na cidade aumenta mais de 30%. Para manter o abastecimento para os moradores e turistas, várias medidas estão sendo executadas pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA). Mesmo assim, a empresa recomenda à população que use de forma consciente a água.

Em dezembro, a Autarquia Municipal entregou o novo Reservatório de Água 2 (R2), localizado na Estrada Geral do Barranco, que abastece todos os bairros da Região Sul e uma parte do Centro. O novo modelo ampliou a sua capacidade de 2,5 milhões de litros para 2,8 milhões de litros. A cidade possui também mais dois reservatórios, um na Rua Aqueduto e outro na Rua Venezuela, e outros dois que ainda não entraram em funcionamento nas Praias de Laranjeiras e Estaleiro. Ao todo, Balneário Camboriú consegue armazenar 15,5 milhões de litros de água.

“Em Laranjeiras o reservatório já foi instalado e nossa previsão é de que comece a operar em fevereiro. Nos próximos meses vamos instalar outro no Bairro Estaleiro, para abastecer a região das Praias de Taquaras, Estaleiro e Estaleirinho”, comentou o diretor-geral da EMASA, Carlos Haacke.

Aliado a isso, a EMASA deve concluir em março as obras de ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA), que vai aumentar de 670 para aproximadamente 1.000 litros por segundo a capacidade da estação, podendo chegar até 1.200 l/s. Também está sendo concluída na ETA um novo reservatório, que aumentará em 3,4 milhões de litros a capacidade de armazenamento de água.

Também foi assinado em dezembro de 2017, uma Carta Compromisso pelos prefeitos de Balneário Camboriú Fabrício Oliveira e Camboriú, Élcio Kuhnen, que estabelece diretrizes para criação de consórcio público entre os dois Municípios para a implantação e administração de um Parque Inundável multiuso, com objetivo de regularizar a vazão do Rio Camboriú e conter cheias nas áreas ribeirinhas. A proposta foi do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú.

A EMASA será responsável pelo projeto do Parque Inundável, que terá capacidade para armazenar de 2 a 3 bilhões de litros de água bruta, para serem usadas quando necessário. O Parque deverá ficar pronto até o segundo semestre de 2018 e a partir daí, serão avaliadas e definidas as áreas que ele abrangerá em sua implantação.

Na medição desta segunda-feira (08), o Rio Camboriú está com 1,35 m e vazão de 646 litros por segundo, o que é considerado bom. Mas, a população pode contribuir para que não falte água na cidade, principalmente durante períodos de estiagem. Além de preservar o meio ambiente, racionar água garante também a economia na conta de água.

Confira algumas dicas para economizar:

– Cheque vazamentos em canos e não deixe torneiras pingando. Um gotejamento simples, pode gastar cerca de 45 litros de água por dia.

– Deixe pratos e talheres de molho antes de lavá-los.

– Feche a torneira quando estiver escovando os dentes ou fazendo a barba. Só abra quando for usar. Uma torneira aberta por cinco minutos desperdiça 80 litros de água.

– Não tome banhos demorados, cinco minutos são suficientes. Uma ducha durante 15 minutos consome 135 litros de água.

– Antes de lavar pratos e panelas, limpe os restos de comida com uma escova ou esponja e jogue no lixo.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.