- PUBLICIDADE -

Área verde do Hospital Municipal Ruth Cardoso é revitalizada

Ao todo são três jardineiros trabalhando no local diariamente

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

SAUDE Jardim Hospital 03 01 18 Foto Celso Peixoto 56

DivulgaçãoOs ambientes hospitalares são conhecidos por serem monocromáticos e carregarem muitos tipos de energias e emoções. Os pacientes e acompanhantes por muitas vezes ficam com baixa autoestima e pouco humorados, o que acaba os desestimulando durante o tratamento. Pensando nisso, o Hospital Municipal Ruth Cardoso (HMRC) age em prol do bem-estar e harmonia do ambiente externo por meio da prática da jardinagem.

Angelina Alfâneo, de 57 anos, aprova os jardins ao redor do HMRC. “Eu gosto de natureza, gosto de jardim, eu acho que dá mais vida até mesmo para quem está doente. Quem que não gosta de ver uma flor, não é verdade?”, diz.

Ao todo são três jardineiros trabalhando no local diariamente, fazendo serviços como a poda, plantação de novas flores coloridas e alegres e também o corte do mato, promovendo maior limpeza do pátio e possibilidade de caminhar livremente pelos jardins do hospital. Aos 58 anos de idade, Gontram de Souza é um dos jardineiros que realizam a renovação do lugar. Biólogo e pós-graduado em Gerenciamento e Tratamento de Efluentes, Gontram se diz muito feliz por trabalhar em um ambiente que está ficando cada vez mais harmonioso e alegre.

“A gente vem aqui beneficiar a população. Chegar no hospital, que é um ambiente técnico e chocante, e estar em um ambiente limpo, tranquilo, onde tem arborização, não é uma questão de lazer, e sim um descargo da parte psicológica das pessoas, que vem sentam, pensam e choram. É um ambiente agradável o que é fundamental”, explica Gontram.

As cores, textura e decoração do espaço onde pessoas estão internadas e fazem procedimentos médicos são essenciais até mesmo para a boa recuperação de quem está doente e tranquilização de parentes e amigos que costumam caminhar preocupados pelo pátio do HMRC. Várias pesquisas realizadas em universidades internacionais mostram bons resultados referentes a melhoras físicas e mentais naqueles que possuem jardins ou áreas arborizadas em casa ou convivem com isso.

“Por muito tempo as pessoas achavam que o hospital tem aquela ‘cara’ de hospital. O verde e as plantas tornam o ambiente mais agradável. Querendo ou não elas têm uma influência. Às vezes as pessoas estão tristes, aflitas pelos familiares ou pela própria doença que os trazem aqui e se deparam aqui fora com as flores. Só de olhar para um ambiente bem cuidado elas se sentem melhor”, conta a coordenadora dos Serviços de Governança do Hospital, Telma Jerônimo.

Além de tudo isso, as plantas instigam a gentileza de quem as cuida e, no caso do hospital, proporcionar o bom relacionamento entre a equipe de jardinagem, o que é, sem dúvida, essencial para que todo esse trabalho aconteça. “Nada funciona isoladamente. Nós temos uma direção que apoia o coleguismo entre as pessoas.” diz Gontram, que ainda conclui “A planta não deixa de ser uma vida; não raciocina como nós, seres humanos, mas ela também tem que ter seu tratamento e ter seu carinho para que se desenvolva bem”.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.