Juiz determina a soltura dos seis policiais do PPT acusados de tortura

Policiais estão presos desde 25 de maio, acusados de sequestrar e torturar suspeito de homicídio

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

12º PPT

O juiz Gilmar Conti, da 2ª Vara Criminal de Balneário Camboriú, determinou na tarde desta quinta-feira (1), após o parecer favorável do Ministério Público, a soltura dos seis policiais militares do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), que tiveram a prisão decretada a pedido da Polícia Civil.

Os seis policiais estão presos há uma semana, desde 25 de maio, acusados de sequestrar e torturar o suspeito de cometer um homicídio em Balneário Camboriú.

Os policiais devem voltar ao trabalho normal, com a condição de não se aproximarem das pessoas envolvidas no processo.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -