Prefeito sanciona projeto que institui o Dia de Solidariedade ao Povo Palestino

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Na tarde desta quinta-feira, 25, o prefeito de Balneário Camboriú, Edson Piriquito, recebeu em seu gabinete, representantes da comunidade palestina de Balneário Camboriú e também do Rio Grande do Sul. Estiveram presentes o ex-embaixador da Palestina no México, Fawzi Al Mashni, o representante palestino no Rio Grande do Sul, Saleh Ahmad Muhammad Bujaa, a presidente do Instituto Amigos da Sultura, Miriam Ramoniga e integrantes do Grupo Folclórico Palestino Terra da Grande Porto Alegre, Fairuz Saleh Bujaa, Nura Saleh Bujaa, Yasmin Saleh Bujaa, Yasmin Baja e Ratiba Baja.

Os representantes da comunidade palestina estiveram com o prefeito, pois na oportunidade, Piriquito sancionou o Projeto de Lei que Institui o Dia 29 de novembro, como Dia de Solidariedade ao Povo Palestino em Balneário Camboriú. O projeto foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores e é de autoria do vereador Dão Koeddermann. O vereador Orlando Angioletti, também esteve presente no ato.

O vereador Koeddermann explica que fez o projeto em favor dos palestinos, pois Balneário Camboriú é uma cidade heterogênea, recebe todos os países sempre bem. “Fui procurado pela comunidade da Palestina e solidário a sua causa, entrei com o projeto que hoje está sendo sancionado pelo prefeito Piriquito”, disse o vereador. Para ele, significa muito para Balneário Camboriú homenagear os palestinos. O ex-embaixador da Palestina no México, Fawzi Al Mashni, disse que é uma grande honra para o povo palestino a homenagem da cidade e que relembrar o dia 29 de novembro oficialmente na cidade, é um ato de solidariedade ao povo palestino. Mashni relembrou que o Brasil é um país amigo e solidário a causa palestina há anos. “Sentimos-nos fortes com esta homenagem, que ratifica nossa justa luta na Palestina e a luta iniciada pelo presidente Yasser Arafat”, lembrou o embaixador. Mashni enfatizou que o povo palestino é um povo da paz e que quer justiça. “Não queremos guerra, queremos a inclusão não a exclusão”, revelou.

O representante palestino no RS, Saleh Bujaa, disse que a comunidade palestina em Balneário Camboriú tem cerca de 100 pessoas e que a assinatura da lei, era um dia histórico. O vereador Orlando Angioletti, disse que algumas pessoas más dizem que Balneário Camboriú é “terra de ninguém”, mas que na realidade, Balneário Camboriú é terra de todos, principalmente aqueles que querem trabalhar em prol do desenvolvimento da cidade.

Antes de assinar o documento, o prefeito Edson Piriquito e o vereador Dão Koeddermann receberam cada um, uma “Hata”, uma manta característica do povo palestino. O prefeito disse estar muito feliz e agradeceu ao vereador Dão e a Câmara de Vereadores pela criação do projeto. “Estou feliz em sancionar a Lei. A luta do povo palestino é admirável e exemplar, é bom saber que a cidade conta com uma comunidade com cerca de 100 pessoas, ou melhor, 100 guerreiros”, disse o prefeito.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -