Reunião discute projeto para cabeamento subterrâneo na cidade

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

A pedido do governador Leonel Pavan, uma comissão da Celesc composta por seu presidente, Felipe Luz, o diretor técnico, Eduardo Carvalho Sitonio e o gerente regional Omar Bernardino Rebello , esteve reunida no início da tarde desta segunda-feira, 3, com o prefeito Edson Renato Dias, em seu gabinete, para tratar do assunto referente ao cabeamento subterrâneo da iluminação da Avenida Atlântica.

Na oportunidade, foi apresentado pela Celesc um projeto para a cabeamento subterrâneo iluminação da Avenida Brasil, no trecho entre as ruas 1001 a 1500. “Esse é o nosso centro nervoso, da região central da cidade”, lembrou o prefeito. “O ideal então é juntarmos os dois projetos [avenidas Atlântica e Brasil] para a reurbanização dessas ruas em uma única obra”, complementou.

Sitonio reafirmou a importância da elaboração de um projeto. “Deve-se pensar na questão operacional, na dificuldade de se transitar por essas vias, enquanto a obra for executada”, destacou. A idéia é trabalhar em parceria para praticar o cabeamento subterrâneo. “Um fato importante é levantarmos bem os custos, pois o cabeamento subterrâneo tem um custo três vezes maior que a convencional”, lembrou o diretor. Outro fato de destaque apresentado por Sitonio é referente que modelo será adotado. “O europeu ou o americano, que custa sete vezes mais”.

Edson lembrou a importância da execução da obra de forma que cause menos problemas para a comunidade. “Fico feliz com esse encontro para colocarmos em prática essas discussões. Vamos buscar esse investimento para a reurbanização das avenidas”. O prefeito declarou que o projeto, que será elaborado, tem que passar pelo conselho da Celesc. “Vamos apresentar ao governador e a Celesc nossa proposta, após a liberação do conselho”, informou.

Para o prefeito, a instalação da rede deve ser bem planejada. “Além da beleza para a nossa cidade, onde não terá mais postes e cabos à vista, diminuindo a polução visual, a questão da segurança se faz necessária, para que o fornecimento seja hábil e a manutenção, quando necessária, se faça eficiente.

O encontro foi promovido em retorno à visita em que Edson fez ao governador, em Florianópolis, na semana passada, 28, onde o prefeito apresentou 33 projetos que trarão melhorias para Balneário Camboriú.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -