Muita chuva e caos na terça-feira

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Nessa terça-feira caiu muita água na região. Nas últimas 16 horas, choveu 90mm e nas últimas 24 horas 110mm, o suficiente para causar alagamentos e deslizamentos.

Em Camboriú funcionários da Prefeitura trabalharam durante toda a noite nos bairros mais atingidos: Santa Regina, Areias, Tabuleiro e Monte Alegre. De acordo com a Defesa Civil, 12 famílias se encontravam desabrigadas no ginásio de esportes do colégio Clotilde Ramos Chaves, no bairro Areias. “Estamos todos preocupados. Os estragos causados em nossas estradas são incalculáveis”, declarou a Prefeita Luzia Coppi Mathias.

Em Balneário Camboriú, a Secretaria de Obras esteve em alerta com serviços emergenciais para beneficiar moradores e motoristas que trafegavam por toda a cidade, durante o período de chuva. Entre as atividades desenvolvidas foram contidas ameaças de deslizamento de terra no Morro do Cristo Luz, no centro da cidade, e aberta uma vala para escoamento de água acumulada em torno de residências no bairro Ariribá.

A equipe de drenagem e manutenção da Secretaria de Obras trabalhou com caminhões bomba e retroescavadeiras na operação tapa buraco, enquanto ocorriam as chuvas desde o início dessa semana. Serviços como conserto de boca de loba quebrada com troca de grelha, retirada de lixo em tubulações entupidas, diminuição dos efeitos de alagamentos e contenção de deslizamentos de terra na Avenida Martim Luther, foram efetuados pelos funcionários.

Foram mantidos durante todo o dia máquinas e caminhões de emergência para atendimentos de ocorrências, algumas delas encaminhadas pelo telefone da ouvidoria da Prefeitura de Balneário Camboriú. Na tarde dessa terça-feira, funcionários com retroescavadeiras foram deslocados para a central de gás do bairro Ariribá. Foi necessário no local a abertura de uma vala para escoamento da água. O líquido acumulou na frente de residências e dificultou a saída dos moradores. O problema foi resolvido com a abertura do canal de escoamento.

Em Itajaí, a Defesa Civil em parceria com a Secretaria de Obras e Codetran trabalhou durante toda a madrugada prestando atendimento às famílias atingidas pela enxurrada.

Vinte pessoas estão desabrigadas e alojadas no antigo CRAS Nossa das Graças. Todas são moradoras do bairro e tiveram suas casas interditadas. As oito casas ficam na encosta do morro que corre risco de deslizamento.

Trinta e cinco pessoas estão desalojadas e abrigadas em casa de amigos ou parentes. Foram registrados alagamentos nos bairros Canhanduba, Fazenda e Praia Brava. No município, total de dez casas foram afetadas, de acordo com a Defesa Civil municipal.

Na Praia Brava, a E.B.Ariribá foi afetada pela correnteza de água que desceu do morro. O muro da escola caiu e cerca de um metro de água entrou na unidade de ensino, danificando todo o mobiliário e computadores. A escola havia sido reformada há pouco tempo e os computadores, adquiridos este ano, foram danificados. Uma equipe da Secretaria de Educação tentou retirar o que pôde da escola, mas infelizmente pouca coisa pode ser salva, lamenta a Secretária de Educação, que permaneceu no local até a meia noite. As aulas na escola foram suspensas.

A Defesa Civil permanece em estado de Alerta, e neste momento está percorrendo a cidade para verificar as regiões de encostas que são as mais preocupantes. Uma Notificação Preliminar de Desastre – NOPRED já foi enviada a Defesa Civil Estadual ainda na noite de ontem.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -