Prefeitura organiza comissão para analisar situação funcional das monitoras do magistério

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

O prefeito Edson Piriquito de Balneário Camboriú assinou nesta quarta-feira, 10, o decreto que institui a comissão mista especial que  vai analisar o enquadramento do cargo de monitora no plano de carreira do magistério. Com essa medida o prefeito cumpre a parte da administração municipal no acordo que possibilitou o fim da greve da categoria, no final do mês passado.

A comissão será composta por Valdir Loli, representando a Prefeitura, Mariza de Fátima Crespilho Zerbato, representando o Sindicato dos Servdores, Elisangela Rodrigues, Valdirene dos Santos e Noeli Thiel, representando as monitoras e o vereador José Carlos Hannibal, representando a Câmara Municipal.

Conforme o decreto, a comissão tem prazo de seis meses para concluir os trabalhos e apresentar um relatório para a administração municipal tomar as medidas cabíveis. “A decisão que a comissão apresentar, legalmente embasada, será acatada pela administração”, garante o prefeito.

Edson Piriquito fala que tem boa vontade de resolver essa questão porque conhece o trabalho das monitoras e sabe o seu valor. “Por muitos anos a situação das monitoras vem se arrastando sem que ninguém comprasse essa parada, mas agora com a ajuda dessa comissão e a compreensão dessas profissionais vamos colocar um ponto final na questão”, enfatiza.

Segundo informações da assessoria de imprensa, a prefeitura possui 280 monitoras espalhadas em 23  núcleos de educação infantil.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -