- PUBLICIDADE -

Economia de pequenos pescadores é mapeada em Balneário Camboriú

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Por enquanto são 33, mas a meta é alcançar mais de cem pescadores para serem beneficiados com o projeto de Monitoramento da Pesca Marinha Artesanal até o final de 2010. O trabalho é realizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina – Epagri, com o apoio da Prefeitura de Balneário Camboriú, através da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico. O projeto acontece em 300 comunidades pesqueiras desde o ano passado e procura conhecer a atividade da pesca artesanal no mar realizada por pescadores do litoral catarinense.

Dos mais de 450 pescadores cadastrados na Colônia de Pescadores Z-7 de Balneário Camboriú, 90% são do Bairro da Barra e aproximadamente 220 estão atuantes. Dos ativos, cerca de 120 são esperados para colaborar com o monitoramento. Serão três os objetivos/benefícios proporcionados pelo projeto: primeiro, a criação de políticas públicas para o setor, junto aos governos municipais, estaduais e federal; o segundo, a própria organização dos pescadores, que conhecerão suas atividades e a de seus companheiros, o que poderá os levar a produzir ainda mais; por último, o conhecimento de suas rentabilidades, a que ela se destina, entre outros resultados importantes para o crescimento da economia pesqueira local e de sua própria família.

Segundo explica o responsável pelo escritório local da Epagri, José Eduardo Barros, os 33 pescadores que aderiram ao projeto estão sendo monitorados voluntariamente todos os dias. As informações são sigilosas mas, formarão um painel de resultados que será apresentado e discutido com a comunidade. A análise desses resultados acontece de quatro em quatro meses até o final do projeto.

“Depois de cinco meses de execução, temos uma avaliação positiva do que já obtivemos. Os pescadores de Balneário Camboriú estão anotando e recebendo informações que nunca tinham percebido. Com isso, poderão avançar mais em suas atividades”, disse Barros.

Na região do litoral centro-norte o monitoramento é realizado em Balneário Camboriú, Piçarras, Bombinhas, Navegantes, Itapema, Itajaí, Porto Belo e Penha. Os monitores coletam dados como o controle de entrada e saída de embarcações artesanais, realizam entrevistas com produtores pesqueiros, recolhem e repõe mensalmente os cadernos de monitoramento, apoiam a organização de reuniões comunitárias, entregam os dados coletados nos escritórios da Epagri e elaboram relatório mensal de atividades.

Os pescadores artesanais de Balneário Camboriú que quiserem entrar no projeto e melhorar suas atividades de pesca conhecendo a economia que produzem, podem procurar o escritório da Epagri na rua José Francisco Vítor, 220. Informações podem ser obtidas pelo telefone (47) 3363-8168.

Assessoria de Imprensa
Departamento de Comunicação
Prefeitura de Balneário Camboriú
(47) 3267-7022


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.