Lutador de Camboriú busca vitória por nocaute na China

Morceguinho disputará o Battle Field Fighting Championship no dia 27 de julho

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Jogaderia resgata cultura dos jogos de tabuleiro no Balneário Shopping neste final de semana

Evento especial objetiva conectar as pessoas e proporcionar experiências com jogos longe das telas eletrônicas

O atleta camboriuense Julio Cesar Neves Jr., o Morceguinho, representará o Brasil no Battlefield Fighting Championship. O lutador irá enfrentar o coreano Kevin Park em Macau, na China, no dia 27 de julho.

“A expectativa é a vitória, como sempre. Treino diariamente e cortei o carboidrato nos últimos dias. Muita preparação física, crossfit. Estou confiante e acredito que venço por nocaute. Treinei um golpe específico para essa luta, só preciso seguir minha estratégia”, compartilha.

Morceguinho começou a treinar jiu-jítsu aos 12 anos após incentivo do irmão, o atleta Rafael Morcego, e alcançou a faixa roxa na modalidade. Logo em seguida, o lutador migrou para as artes marciais mistas (MMA). Ele já obteve 34 vitórias em eventos nacionais e internacionais, incluindo dez nocautes por finalizações e cinco por decisões dos juízes.

A luta mais marcante, como compartilha, foi contra Dener dos Santos, em agosto de 2013. A disputa do WOCS 28 resultou no nocaute do adversário e a indicação ao troféu Nocaute do Ano na 6ª edição do World Mixed Martial Arts Awards, promovido pela publicação Fighters Only. Ele concorreu contra Chris Weidman, Emanuel Newton, Junior Cigano e Vitor Belfort, que levou o prêmio pra casa.

Morceguinho também pratica muay thai e luta livre. Ele sonha em fechar contrato com eventos grandes, como o Ultimate Fighting Championship (UFC), ou até voltar ao Bellator. “O foco é trabalhar forte, sei que consigo conquistar um cinturão”.

Assim como outros atletas, o lutador busca por patrocínio. “O valor adquirido com patrocínio é revertido para treinamentos, compra de suplementos e vitaminas, assim como algumas necessidades com viagens. Nós trabalhamos com o corpo, então precisamos de manutenção para ter o retorno esperado. Fora isso, todo apoio serve como incentivo e fortalece as expectativas”, finaliza.


COMENTE ABAIXO ⬇
  • NOTÍCIAS SOBRE
  • MMA

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Clínica Beleti: reabilitação orofacial e estética

Conheça um pouco do que a reabilitação orofacial pode fazer por você
- Publicidade -