• O portal de notícias de Balneário Camboriú

Família Pavan utiliza estratégia para ganhar evidência no CPAC Brasil 2024

Estratégia dos Pavan no CPAC 2024 levanta questionamentos sobre propaganda antecipada

Durante o CPAC (Conservative Political Action Conference) 2024, o maior congresso conservador do mundo, realizado em Balneário Camboriú, a família Pavan encontrou uma maneira engenhosa de se destacar, mesmo sem estar diretamente nos holofotes principais do evento.

Juliana Pavan, pré-candidata a prefeita de Balneário Camboriú, e seu pai, Leonel Pavan, pré-candidato a prefeito de Camboriú, enfrentaram o desafio de se manter em evidência em um evento dominado pelo atual prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, e seu pré-candidato a prefeito, Peeter Grando. O grupo de Fabrício Oliveira, fortemente ligado ao Partido Liberal (PL), estava em destaque, participando ativamente das agendas com o governador Jorginho Mello e o ex-presidente Jair Bolsonaro, ambos também do PL.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Para superar essa desvantagem aparente, a família Pavan decidiu patrocinar o evento através da construtora Leone Pavan. Esse movimento não apenas garantiu visibilidade, mas também proporcionou uma plataforma para transmitir uma mensagem estratégica. Durante os intervalos do CPAC, um vídeo comercial de 60 segundos foi exibido nos telões, trazendo uma narrativa cuidadosamente elaborada e narrada por Junior Pavan, filho de Leonel e irmão de Juliana.

O vídeo, aparentemente uma promoção da construtora, tinha nuances claras de propaganda política. Com frases como “construímos o futuro com excelência”, “somos uma empresa familiar”, e “carregamos conosco os valores que fazem de Balneário Camboriú e Camboriú lugares únicos”, a mensagem tocava tanto nos méritos empresariais quanto nos valores políticos da família Pavan. A intencionalidade era óbvia: associar o nome Pavan a desenvolvimento, família e conservadorismo, valores centrais para a audiência do CPAC.

Leonel Pavan, apesar de não poder estar no palco, ganhou destaque no vídeo, reforçando sua imagem perante os eleitores e a comunidade conservadora presente. Ao final, Junior Pavan concluiu com uma saudação aos participantes do CPAC, reafirmando o compromisso com o desenvolvimento regional.

O patrocínio, que, segundo informações extraoficiais, teve um custo de R$ 30 mil, distribuído em seis cotas de R$ 5 mil, também garantiu à família uma mesa no jantar do evento. Em contraste, Fabrício Oliveira e Peeter Grando, convidados pela organização, não incorreram em custos.

Controvérsias e Questões Legais

No entanto, a estratégia dos Pavan levantou questões sobre a legalidade do uso do vídeo comercial. Adversários políticos estão questionando se a aparição de Leonel Pavan no vídeo configura propaganda antecipada. A legislação eleitoral brasileira é rigorosa quanto ao uso de recursos de campanha fora do período permitido, e qualquer promoção que possa ser interpretada como tentativa de angariar votos antes do início oficial da campanha pode ser contestada na justiça eleitoral.

Especialistas em direito eleitoral apontam que, embora o vídeo tenha sido veiculado como uma propaganda empresarial, as mensagens ambíguas e a presença destacada de Leonel Pavan podem ser interpretadas como uma tentativa de promover sua candidatura e vistas como um apelo eleitoral velado.

Click CamboriúBlogsOlho CríticoFamília Pavan utiliza estratégia para ganhar evidência no CPAC Brasil 2024
PUBLICIDADE

Últimas notícias