Página local descumpre Lei Eleitoral e faz enquete online

Levantamentos que não seguem padrões e critérios básicos são vedados pela lei eleitoral

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Loja Feliz: campanha do Balneário Shopping em prol das crianças com câncer segue até 24 de agosto

Projeto é uma parceria entre a Almeida Junior, McDonald’s e Associação de Voluntários de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente (AVOS)

Reprodução

A página Camboriú Notícias descumpriu a lei ao fazer uma pesquisa de intenção de voto informal em sua página no Facebook, nesta quinta-feira (20). Enquetes ou sondagens não são mais permitidas desde o dia 20 de julho.

A enquete permanecia ativa até o momento desta publicação. Os internautas tinham que curtir a transmissão ao vivo com a reação relacionado ao candidato de sua preferência. O número de votos era exibido em tempo real. Até as 23h30, mais de 7300 pessoas haviam votado.

A Lei 12.891/2013 é clara ao dizer que “é vedada, no período de campanha eleitoral, a realização de enquetes relacionadas ao processo eleitoral”. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ainda esclarece que enquete é “a pesquisa de opinião pública que não obedeça às disposições legais e às determinações previstas”. São levantamentos que não seguem padrões e critérios básicos, além de não serem registrados no próprio tribunal. Realizar enquete sobre intenção de voto prevê punição com multa, de acordo com a Lei das Eleições, que pode chegar ao valor de R$ 53 mil.

Qualquer cidadão pode denunciar irregularidades eleitorais na página do Ministério Público Federal.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Ex-Masterchef ministra curso de risotos na UniAvan

Chef Victor Hugo Garcia irá ensinar cinco receitas de risotos e arancini; Vagas para o curso são limitadas
- Publicidade -