- PUBLICIDADE -

Os jornais que surgem em época de eleição

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

“Bomba! Bomba! Candidato pagou por um serviço de consultoria devidamente prestado.” Um furo propositivo. Digo, de reportagem.

É muito comum em anos eleitorais, pipocarem novos jornais em Balneário Camboriú com propósitos duvidosos, que estranhamente somem após as eleições. Às vésperas das eleições eles mostram a que vieram: fazer propaganda política e atacar adversários. É uma velha prática, da velha política, que tem se repetido de quatro em quatro anos, e que não tem sido diferente em 2016.

Quando um jornal se presta ao desserviço de vender sua capa para denegrir um candidato faltando poucos dias para o eleitor ir às urnas, perde por total a credibilidade – se é que tinha alguma. Não prestam serviço de utilidade pública, e sim desserviço à sociedade. Não informam, e sim deformam.

Foi o que aconteceu faltando uma semana para as eleições. Um jornal que surgiu no mês de fevereiro e tem militado a favor de certo candidato, atacou seu principal adversário em sua última capa. O detalhe: a edição com data de sábado já circulava pelos grupos WhatsApp na sexta-feira! A grande “bomba” vazou antes mesmo do jornal ser impresso. Aí fica o questionamento: será que tal jornaleco estava realmente interessado em fazer jornalismo sério? Ou a intenção era justamente manchar a candidatura adversária? Basta observar as três últimas capas do jornal para saber à quem ele está servindo.

Quando observamos um grupo político patrocinar blogs e a capa de um jornaleco sem a mínima credibilidade, só pra denegrir e atacar a imagem dos adversários, percebemos que falta proposta e falta vergonha.

Informações com credibilidade em período eleitoral buscamos em veículos de comunicação que não são criados com propósitos eleitoreiros, e que não pertencem a qualquer grupo político.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.