Moradores do bairro São Francisco de Assis pedem por pavimentação

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação
Divulgação

Conviver com o pó é rotina para os moradores e usuários da Rua São Miguel, no bairro São Francisco de Assis, em Camboriú. A vereadora Jane Stefenn (PSDB) esteve no local e pode conversar com moradores sobre a situação da rua.

De acordo com uma das moradoras, o caminhão pipa passa para molhar a rua, mas isso acontece apenas no fim da tarde. “Quando limpo a casa, a água sai com barro”, relatou Claudete Vieira Leal.

O fluxo de veículos na rua São Miguel tem aumentado, o que agrava o problema. Após pedidos da comunidade, a vereadora apresenta esta semana uma indicação para a via seja pavimentada.

“É uma solicitação antiga dos moradores, que sofrem com tanta poeira. Quando o número de veículos que trafegam ali aumenta, beira o insuportável. As pessoas são obrigadas a manter toda a casa fechada por causa do pó, sem contar os problemas de saúde que isto pode trazer para os moradores”, aponta Jane.

A situação já foi alvo de manifestações. Um dos moradores, inclusive, mantém em frente de casa uma faixa pedindo que seja resolvida.

 

Jane pede que Prefeitura faça fiscalização de entulhos nas calçadas e em terrenos do bairro

Jane pede que Prefeitura faça fiscalização de entulhos nas calçadas e em terrenos do bairro
Divulgação

Entulhos, galhos de árvores e restos de construção civil podem ser vistos em algumas calçadas do bairro São Francisco de Assis, assim como em alguns terrenos do bairro. Incomodada com a situação, uma moradora entrou em contato com a vereadora Jane Stefenn (PSDB). Jane esteve no bairro e pode constatar o problema relatado pela moradora: pelos menos em três pontos pode-se ver calçadas obstruídas por materiais.

Um dos locais em que os pedestres não podem passar fica na Rua São João. Na calçada e no terreno onde ficava a antiga creche do bairro, há restos de construção civil, lixo e até móveis. A vereadora apresentou esta semana uma indicação pedindo à Prefeitura que seja realizada uma fiscalização no bairro para autuar quem está colocando estes materiais e solicitar a limpeza. De acordo com a lei municipal, o morador primeiramente é notificado. Se não realizar a limpeza, recebe multa.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -