- PUBLICIDADE -

Jovem se indigna ao perceber que recebeu exame errado em hospital

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

“Falta de respeito com o ser humano (HOSPITAL DO CORAÇÃO, E LABORATORIO EFILAB)

Neste domingo (06) minha mãe acordou passando muito mal. Devido a situação dela decidimos levá-la ao hospital. Optamos pelo Hospital do Coração em Balneário Camboriú. Ao chegarmos pagamos o valor da consulta e aguardamos o atendimento. Acreditávamos que seria rápido por tratar de uma emergência e ali ser um hospital particular. Enfim, aguardamos mais de uma hora. Ao entrar para a sala de procedimentos foi medida a pressão, feitas algumas perguntas pela médica, como de praxe, e a encaminhou para outro quarto onde coletaram o sangue, passando a tomar soro, e ficando mais algumas horas!

Logo uma enfermeira, ou sei lá o que aquela “querida” era, pediu o pagamento pelos exames a serem feitos, pois o laboratório, que era terceirizado, logo iria fechar e ela teria que ir embora. Efetuamos o pagamento dos exames e aguardamos. Logo, veio esta mesma “querida” trazendo os resultados, dizendo que havia deixado uma cópia com o médico que tinha assumido o turno. Eu, leigo mas curioso, fui ler os exames, sem entender muito. Mas analisando as referencias e os resultados, logo vi que havia um resultado de outros exames feitos anteriormente, sendo que minha mãe nunca passou por ali, e muito menos fez exames com este laboratório EFILAB. Aí que percebi que o nome e todos os dados estavam trocados.

Chamei o médico e o mesmo ligou para o laboratório para saber o que havia acontecido. Após algumas tentativas frustradas, o mesmo conversou com a digníssima “responsável” por aquele exame, mas ela não estava mais no laboratório que fica do lado do hospital. Aí ele me informou que ela mandaria por email, onde eu questionei “mas como assim por email?”, ele respondeu “ela vai trocar o nome e mandar”. Se fosse para trocar o nome eu levava pra casa digitalizava e trocava no Word. Eu quero um novo exame, pois este exame não tem nada haver com ela. Enfim, não fizeram outro exame, aquele exame errado o laboratório não quis devolver com medo de se prejudicarem, e alegaram ter jogado fora, mas esqueceram que o comprovante de pagamento também me deram junto do exame com o nome trocado e está comigo.

Resumindo: minha mãe entrou naquele hospital ruim e saiu pior devido ao nervosismo pelo acontecido e jamais quer voltar lá novamente. Foi medicada sem exames corretos, pagamos a consulta pagamos os remédios pagamos os exames e não sabemos o que minha mãe tem.

Ninguém se pronunciou a respeito, nenhuma pessoa responsável apareceu, simplesmente os que ali estavam mandaram procurar nossos direitos pois não tinham nada haver com aquilo, não foi no turno deles e não tinha ninguém ali que pudesse ajudar. Os exames não iriam entregar, pois o gerente (por telefone) não autorizou devolver aqueles exames errados.

Cadê o respeito pelo ser humano? Essas pessoas pensam que estão lidando com produtos?”

Heber Luzianos Almeida


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.