- PUBLICIDADE -

Faixas nas unidades escolares do Estado – Greve pode retornar em Novembro

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

Imagem0554

Ao passar pela Escola Estadual Profª Maria da Glória Pereira, duas faixas me chamaram a atenção. Uma na entrada da unidade escolar e outra na lateral, visível para todos que passam na BR 101. A descrição das faixas demonstram que o Governador Raimundo Colombo até agora não honrou os compromissos que assumiu para que a greve fosse paralisada. Em uma das faixas relata “Somos tão fortes e importantes que o Governo se fez valer da tirania para nos calar”, a outra que está na frente da unidade descreve referente ao plano de carreira que foi destruído.

Imagem0552

O diretor Regional do Sinte de Itajaí, Marcos Sodré, deu a seguinte declaração ao Jornal Diarinho que esteve em circulação nesta terça-feira,16:

Não descarta novos protestos
O diretor regional do Sinte em Itajaí, Marcos Sodré, lembra que a greve foi apenas suspensa, mas pode voltar com força caso a lei não seja cumprida. Pra Marcos, até novembro as aulas devem seguir normalmente, pois foi isso que ficou acertado em julho. “O governo não cumpriu com nada do que foi prometido. Essa luta é nacional e deve atender todos os professores do Brasil, por isso queremos o que é nosso”, discursa.


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.