- PUBLICIDADE -

Agentes de Trânsito alegam não ter recebido informação de queda de árvore

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

Por contato telefônico, a assessora da Secretaria de Segurança (Alessandra), me informou que os Agentes de Trânsito não haviam recebido nenhum chamado anterior, e só se deslocaram para o local após a solicitação da equipe do Corpo de Bombeiro, ou seja, minhas ligações para a central 190 foram em vão. O que teria ocorrido é um mistério, pois fiz duas ligações para o 190, sendo uma às 12h e outra às 12h 25min.

Referente o Agente que esteve no local, presenciou o fato e saiu, também não declarou os motivos que levou os Agentes a não auxiliarem a equipe da Secretaria de Obras, que ficou responsável por limpar o local.

Quanto a publicação que fiz, tratava-se meramente o que presenciei, o que qualquer cidadão sentiria depois de tamanha demora. Em nenhum momento relatei que sou contra os trabalhos dos Agentes de Trânsito, pelo contrário, sou a favor, porém os serviços poderiam ser mais bem aproveitados se as equipes fossem bem distribuídas.

Em nenhum momento emiti juízo de valor, tanto que na publicação que fiz relatei o seguinte texto “Tal fato levanta algumas perguntas. Para que servem os Agentes de Trânsito, se não para agirem em situações como esta? Seriam estes de açúcar que derreteriam se ficassem na chuva? Ou a equipe do 190 não está repassando as solicitações da comunidade?

A falta de comunicação entre o COPOM (Polícia Militar) e a Secretaria de Segurança do município não é de hoje.

Tal fato levanta outra realidade:

Incompetência I, da administração passada que ao formar a primeira equipe de Agentes de Trânsito, não ter solicitado junto a ANATEL um numero funcional (153).

Incompetência II, Incompetência semelhante a atual administração que passados quase 2 anos e 8 meses, ainda não conseguiu a autorização para utilização do número, tempo tiveram de sobra e o número deveria ser prioridade, pois serviria para os Agentes de Trânsito e a Guarda Municipal.

 

Incompetência III a prefeitura possui um número 0800 para a ouvidoria, que poderia muito bem ser adaptado para o serviço através de ramais e uma central eletrônica. Um investimento pequeno que resolveria o problema, até que o número 153 que está tão difícil de ser liberado pela ANATEL. Se usarem este não se esqueçam de liberá-lo para ligações de telefones móveis.

Incompetência IV, a Secretaria de Segurança poderia estar operando com uma linha normal, recebendo ligações a cobrar (9090). Bastava apenas montar uma central de ramais com gravadora e anexar o número nas viaturas e divulgar na imprensa local. OBS. O número da ouvidoria até consta nos veículos porém não é possível acionar os Agentes e Guardas Municipais por ele.

Problemas de falhas de comunicação entre o COPOM e a Secretaria de Segurança do município, não mais existiriam. Para finalizar, nunca deveriam ter existido, pois o serviço de ambos lida com vidas, e uma falha como esta que ocorreu, poderia ter custado uma. A dúvida permanece, a falha foi do COPOM ou dos Agentes de Trânsito?


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.