Posto da Rua 3200 fechou antes do início da manifestação

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Às 17h55, quando passei em frente ao posto de combustível, localizado na Avenida Brasil esquina com a Rua 3200, vi o posto fechado devido uma manifestação que estava prevista para iniciar as 18h.

A manifestação compreendia que cada manifestante abastecesse seus veículos com apenas R$ 0,50, exigindo nota fiscal. Com tal fato chamar a atenção dos governantes para o alto custo do combustível que já esta perto dos R$ 3,00.

Muitos manifestantes passaram pelo local e um grupo parou em frente ao posto distribuindo panfletos. A manifestação foi ordeira, tanto que não foi necessária a presença da polícia.

Segundo o informativo divulgado no posto da Avenida Brasil ao qual descrevia “Por motivo de força maior e em virtude da manifestação popular de protesto contra o governo pelo preço dos combustíveis estaremos fechados esta noite para salvaguardar nosso patrimônio, nossos funcionários e a própria comunidade. A direção.” Diante da declaração devo presumir que os proprietários imaginaram que o posto seria depredado, os funcionários teriam desgaste excessivo das mãos e punhos de tanto abrir e fechar as tampas do tanque, ou seria tamanho a despesa com cupom fiscal e a energia elétrica.

A manifestação que deveria durar duas à três horas, custou mais caro com o fechamento dos postos, já que dois postos da rede Andyara ficaram fechados durante a noite.

Tudo indica que novas manifestações virão até que os responsáveis pelo preço dos combustíveis tomem vergonha na cara, principalmente o governo Federal e Estadual que cobram impostos abusivos sobre o produto, sem falar no acordo entre donos de postos para que todos permaneçam como o mesmo preço

Segundo nota da Petrobrás ao Jornal Diarinho “a direção da Petrobrás jura de pezinhos juntos que desde 9 de junho do ano passado não reajusta o preço da gasolina A, que é aquela que sai das refinarias pras distribuidoras”. Como explicar os quase R$ 3,00 do preço da gasolina? Os donos de postos afirmam que apenas repassam o reajuste e a Petrobrás informa que não reajustou, seria os Governos Federais e Estaduais que incluíram mais um imposto.

Vale lembrar que a gasolina produzida no Brasil é vendida para outros países por apenas R$ 0,65, e ressaltar que a gasolina que é exportada é pura sem a mistura de álcool (Etanol) que interfere na autonomia do veículo. Só para se ter idéia, meu veiculo faz 13,5 Km/l com gasolina pura (abastecido no Paraguai), aqui com a mistura do álcool faz 11,5 Km/l. Ou seja, não perdemos apenas no preço e sim na autonomia.

Um conselho para que tem carro a álcool: é mais barato abastecer com cachaça do que com o combustível. Se vai funcionar eu não sei, mas se der certo a economia vai ser grande.

O Brasil é um país das elites, aqui tudo é eletizado devido a incapacidade dos Governos, a telefonia é cara pois não conseguem expandir, internet idem. Os combustíveis não poderiam ser diferentes, facilitaram a venda de veículos o que deu possibilidades da classe C e D comprar carros e motos novos financiados em 100 vezes com juros na Lua, mas em troca aumentaram o preço dos combustíveis. Hoje um assalariado que tem um carro financiado está tendo que optar se abastece o veículo ou se paga as parcelas. Aumentando os combustíveis, diminuem os veículos nas ruas, tendo em vista que só quem tem um poder aquisitivo alto (elite) irá utilizar o veículo.

O que será que deu com o projeto da VW, o qual a mais de uma década criou um veículo de passeio movido a DIESEL que percorria 80 km com um litro do combustível? A máfia (internacional) do Petróleo abafou o projeto?

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -