- PUBLICIDADE -

Estacionar em praças públicas virou rotina. Praça da Ponte Invisível

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

Imagem24951
Avenida Normando Tedesco com Rua 4800

Existem dois fatos que permitem tal atitude, primeiramente a falta de educação do condutor que estacionou sue veiculo em cima de uma praça pública, de outro lado a falta de fiscalização pelos órgãos competentes (Polícia Militar e Agentes de Trânsito).

Esta praça tem se tornado estacionamento por vários anos, e nenhuma autoridade parece se importar com o fato, e com isso duas infrações estão sendo cometidas por parte do condutor esta descritas no artigo 181 da Lei 9503/97  (Art. 181. Estacionar o veículo:  VIII – no passeio ou sobre faixa destinada a pedestre, sobre ciclovia ou ciclofaixa, bem como nas ilhas, refúgios, ao lado ou sobre canteiros centrais, divisores de pista de rolamento, marcas de canalização, gramados ou jardim público:), e por parte das autoridades de trânsito (Polícia Militar e Agentes de trânsito) a de omissão, pois passa pelo local percebem a irregularidade e não tomam nenhuma atitude.

No local deveria existir uma ponte que ligaria o Bairro da Barra a Barra Sul (por isso me refiro como ponte invisível), ponte esta que não foi concluída devido ao incansável trabalho de Leonel Pavan quando vereador.



COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.