‘Se Joga’ tenta, mas não salva as tardes da Rede Globo

Novo programa da emissora tem estreia caótica com mais do mesmo e nervosismo dos apresentadores

⚠ As matérias assinadas e publicadas pelos colunistas são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do Click Camboriú.

Publicado em

Colunista

178998fa3da18c1c206cdfde2502ebed?s=196&d=mm&r=g
Lucas Machado é jovem e residente de Balneário Camboriú. Gosta de falar sobre entretenimento, comportamento, política e cultura pop. O único problema é que ele é jornalista.

⚠ As matérias assinadas e publicadas pelos colunistas são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do Click Camboriú.

- Publicidade -

Há cinco anos a emissora número 1 em audiência no Brasil, a TV Globo, vem sofrendo derrotas no Ibope dia após dia na faixa de horário entre 14h e 15h pelo concorrente ‘A Hora da Venenosa’ (Record TV): um quadro de fofocas das celebridades apresentado durante o jornalístico Balanço Geral.

A situação chegou em um ponto tão crítico que o canal da família Marinho se viu obrigado a extinguir seu mais tradicional programa das tardes, o Vídeo Show, após diversas reformulações sem sucesso.

Depois de um período de reprises de A Grande Família (2001-2014) que não obtiveram os resultados esperados, a Globo se mexeu, mas não saiu da zona de conforto.

Apostando em notícias, humor, participação de celebridades, game-shows e um trio de apresentadores (Fernanda Gentil, Erico Brás e Fabiana Karla) que desperta estranheza em suas primeiras impressões, Se Joga estreou hoje (30) após o novo Jornal Hoje, pela primeira vez comandado pela sua nova titular, a jornalista Maju Coutinho.

sejoga
Foto: Divulgação (TV Globo)

Com um início levemente prejudicado com um delay de áudio na interação com Maju, o novo programa vespertino começou dando uma pincelada nos assuntos mais comentados do momento na internet, com o ‘Nuvem de Assuntos’ – o que de acordo com a própria Fernanda, é uma ideia também usada no programa da Fátima Bernardes (que inclusive foi deixar seu ‘boa sorte’ aos apresentadores ao vivo no estúdio). Destaque para os comentários da declaração de Reynaldo Gianecchini, que após anos de especulação, resolveu declarar que já viveu romances homossexuais.

A atriz Paolla Oliveira foi a convidada especial da estreia, que em seu ponto mais baixo do programa, apresentou uma rasgação de seda entre a atriz e outros artistas – um “Para Quem Você Tira o Chapéu” do bem, e também uma mensagem de áudio da avó de Paolla que levou a atriz às lagrimas ao melhor estilo ‘arquivo confidencial’ de ser.

A parte do humor ficou por conta do comediante Paulo Vieira, que se repete ao falar dos costumes e maneirismos do brasileiro pobre no quadro “Isso é Muito Minha Vida”. O humorista, que ganhou projeção ao participar de esquetes do Porta dos Fundos, já havia feito um quadro muito semelhante a esse no ‘Programa do Porchat’ (Record TV), chamado “Emergente como a Gente”.

No momento dos jogos, a plateia foi a dona da vez, que protagonizou o quadro “O Que é Mais Caro”, visivelmente patrocinado pelas Lojas Americanas. E por fim, as notícias do G1 apresentados por uma jornalista fazendo link com a redação do portal, abordando o episódio da novela de hoje, o Rock in Rio e os famosos que fazem aniversário hoje.

‘Se Joga’ em sua estreia mostrou tudo o que já vimos nas tardes da TV brasileira, e não só na Globo, com efeitos sonoros que mais pareciam ter vindo da Rede TV ou do Programa do Ratinho.

O trio de apresentadores se perdia com muita afobação e pouca química no palco, algo que pode (e deve) ser corrigido com o passar do tempo, mas o problema maior ainda é mesmo o conteúdo, que conseguiu ficar abaixo das expectavas (que já eram baixas).  

Deu saudades do Vídeo Show, que pelo menos apresentava aquela nostalgia gostosa de uma televisão que ainda não precisava se reinventar.

Boa sorte, TV Globo.

por Lucas Machado
jornalista
DRT 0006544/SC
ME SIGA NO INSTAGRAM: @machadations


COMENTE ABAIXO ⬇
- Publicidade -

Últimas do colunista

Assédio na televisão é o tema da nova série de Jennifer Aniston

Drama acompanha a luta de uma apresentadora de um programa matutino para salvar sua carreira

O Brasil se uniu para odiar o MC Gui – entenda o caso

Cantor aparece zombando de garotinha que supostamente teria câncer e é crucificado pela internet
- Publicidade -

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.