Prisão de militares: PM chama ação da Polícia Civil de midiática, espetaculosa e difamatória

Comandante X Delegado: prisão de PMs esquenta clima de rivalidade entre as instituições

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Comandante X Delegado: prisão de PMs esquenta clima de rivalidade entre as instituições.

O Click Camboriú recebeu através de seu canal de comunicação no aplicativo WhatsApp uma nota enviada pelo comandante Evaldo Hoffmann com uma manifestação de repúdio às ações realizadas pela Delegacia de Investigação Criminal no 12º Batalhão, que prendeu seis policiais militares por tortura nesta quinta-feira (25).

“Não vamos discutir o mérito das investigações, pois isto será discutido judicialmente, mas sim a forma midiática, espetaculosa, difamatória e visando apenas atacar a imagem da Polícia Milita”, diz a nota.

Através do comunicado, o comando da PM defende a idoneidade dos policiais militares “atacados em seus direitos humanos, onde o Delegado Osnei realiza uma intifada sem observar os ditames legais, ignorando as medidas cautelares diversas da prisão, conforme exige a lei”.

Segundo a PM, a ação da DIC teria afrontado a imagem de uma instituição de 182 anos e não concorda que os policiais tenham atrapalhado uma investigação, quando na verdade estavam trabalhando para prender dois homens em posse de quatro armas de fogo, e que dessa forma acabaram denegrindo a imagem pessoal de policiais militares da tropa de elite da PMSC, que diante de suas famílias, amigos e vizinhos foram “humilhados”.

“As ações do Delegado Osnei perante a DIC de Balneário Camboriú, tem priorizado ataques à Polícia Militar com arbitrariedades na persecução investigativa de forma midiática com total inversão de valores”, acusa a nota.

O comunicado é finalizado com um pedido de apoio da sociedade e das instituições de defesa dos direitos humanos, em especial a OAB, em favor dos policiais militares, “que diuturnamente doam suas vidas pela segurança da sociedade, mas estão sendo atacados e presos, com base apenas no depoimento de um homicida confesso que diz ter sido torturado psicologicamente e se apresentou voluntariamente na DIC”.

“Convocamos a comunidade e a OAB para se manifestarem em repúdio e essa ação que visa unicamente denegrir a imagem da Polícia Militar e seus componentes”, finaliza.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -